Cruzeiro vence o Coritiba fora e cura 'ressaca' do clássico

Raposa mostrou que não se abalou com a derrota para o rival no Mineirão e superou o Coxa em jogo complicado no Couto Pereira

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

CURITIBA / PARANÁ/ BRASIL - 23.09.2014 - Coritiba x Cruzeiro, no estádio Couto Pereira, em Curitiba-PR, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2014. © Geraldo Bubniak / Light Press ta25011
Geraldo Bubniak / Light Press
CURITIBA / PARANÁ/ BRASIL - 23.09.2014 - Coritiba x Cruzeiro, no estádio Couto Pereira, em Curitiba-PR, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2014. © Geraldo Bubniak / Light Press ta25011

Uma resposta rápida e com a costumeira força do líder. O Cruzeiro mostrou que será preciso muito mais do que um tropeço para atrapalhar o foco e tirar a Raposa do caminho do tetra. O time celeste venceu o Coritiba por 2 a 1, nesta quarta-feira, no Couto Pereira, pela 24ª rodada do Brasileirão. Marcelo Moreno, de pênalti, abriu o placar e se isolou na artilharia, com 12 gols. Everton Ribeiro fez o segundo. Martinuccio descontou para o Coxa.

O triunfo mantém, pelo menos, a vantagem de sete pontos sobre concorrente mais próximo até o fechamento dessa rodada. Na próxima jornada, os mineiros jogam contra o Sport, fora de casa. Já o Coritiba, que luta contra a degola, joga longe de seus domínios contra o Internacional.

Por causa do desgaste físico de Mayke e Lucas Silva e pela insatisfação do técnico Marcelo Oliveira pelas últimas atuações do zagueiro Léo, o time celeste começou com Ceará, Manoel e Nilton entre os titulares, além de Willian na vaga do lesionado Alisson. As alterações deixaram o time celeste mais forte e com mais opções na bola aérea, o que parece ter preocupado o adversário. Logo aos 5 min, Germano fez um pênalti infantil ao segurar Nilton na área. Marcelo Moreno bateu firme e abriu o marcador.

O Coxa dependia muito da inspiração do meia Alex, o que não acontecia. Apesar de ter tirado o pé depois do primeiro gol, a Raposa mostrava a qualidade ofensiva, mas pecava no último passe. Quando caprichou na assistência, e contou com a ajuda da zaga curitibana, o time celeste ampliou. Ceará cruzou, Moreno não dominou e a bola sobrou para Everton Ribeiro. O camisa 17 teve que chutar duas vezes para vencer o goleiro Vanderlei, aos 38 min, abrindo boa vantagem na primeira etapa.

No segundo tempo, o técnico Marquinhos Santos tirou dois volantes, Germando e Rosinei, e colocou dois atacantes, Martinuccio e Geraldo, deixando o time mais ofensivo. O Cruzeiro apostava no contra-ataque, mas sem sucesso. A pressão aumentou e o Coxa diminuiu aos 16 min. A zaga azul afastou mal a falta cobrada por Alex e Martinuccio pegou o rebote. Aos 32 min, Fábio mostrou reflexo e salvou o time celeste do empate, em uma cabeçada à queima-roupa de Zé Love.

Depois disso, o time azul conseguiu adiantar a marcação, evitar novos sustos e confirmar mais uma vitória do Cruzeiro na competição.  

Leia tudo sobre: cruzeiroraposacoritibalidercoxavitoria