Snowden está entre vencedores de "Nobel alternativo"

O ex-funcionário da Agência Nacional de Segurança recebeu a honraria por ter divulgado os programas de vigilância altamente secretos do governo norte-americano

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Medo. Edward Snowden está exilado em local secreto na Rússia desde agosto do ano passado
Glenn Greenwald,Laura Poitras
Medo. Edward Snowden está exilado em local secreto na Rússia desde agosto do ano passado

Edward Snowden está entre os vencedores de um prêmio sueco de direitos humanos que algumas vezes é chamado de "Nobel alternativo". O ex-funcionário da Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) recebeu a honraria por ter divulgado os programas de vigilância altamente secretos do governo norte-americano.

Snowden vai dividir o título honorário do Right Livelihood Award de 2014 com Alan Rusbridger, editor do jornal britânico The Guardian, que publicou uma série de matérias sobre vigilância governamental a partir dos documentos vazados por Snwoden.

Já o prêmio em dinheiro, no valor de 1,5 milhão de coroas suecas (US$ 210 mil), será dividido por pela advogada Asma Jahangir, pelo ativista Basil Fernando e pelo ambientalista norte-americano Bill McKibben.

Criado em 1980, o Right Livelihood Award honra os esforços que, segundo o criador do prêmio Jacob von Uexkull, são ignorados pelo Nobel.

Ole von Uexkull, o diretor da fundação e sobrinho do criador do prêmio, disse que todos os vencedores foram convidados para a cerimônia de premiação, que acontecerá em 1º de dezembro em Estocolmo, embora tenha afirmado que não está claro se Snowden poderá comparecer.

"Vamos iniciar uma negociação com o governo sueco e seus advogados no tempo devido para discutir os possíveis arranjos para sua participação", disse von Uexkull à Associated Press.

Snowden, que também foi indicado para o Prêmio Nobel da Paz, continua exilado na Rússia, desde que vazou documentos secretos da NSA para jornalistas no ano passado. Ele foi acusado pela Lei de Espionagem dos Estados Unidos e pode pegar até 30 anos de prisão naquele país.

O anúncio dos vencedores aconteceria na quinta-feira, mas foi feito anteriormente depois de a informação ter sido vazada pela emissora de televisão sueca SVT. Além disso, a fundação teve negado o acesso à sala de mídia do Ministério de Relações Exteriores sueco, onde os vencedores eram anunciados desde 1995, informou von Uexkull.

Ele disse que o Ministério citou questões de segurança para negar o acesso, mas ele acredita que a decisão tem ligação com o fato de Snowden estar entre os laureados.

A fundação citou a "coragem e habilidade" de Snowden em revelar a extensão da vigilância governamental e elogiou Rusbridger "por construir uma organização de mídia global dedicada ao jornalismo responsável de interesse público".

Jahangir é uma advogada de direitos humanos que defendeu mulheres, crianças, minorias religiosas e pobres no Paquistão, informa uma citação do prêmio.

Já Fernando, originalmente do Sri Lanka, lidera a Comissão Asiática de Direitos Humanos, sediada em Hong Kong, há quase duas décadas e atualmente é diretor de políticas e programas da entidade.

McKibben é fundador da 350.org, movimento ambiental de base cujo objetivo é estimulando ações para combater a mudança climática.

Os vencedores do Right Livelihood Award são geralmente anunciados pouco antes dos laureados pelo Nobel, cujos vencedores deste ano começam a ser conhecidos em 6 de outubro. Não existe ligação entre os dois prêmios, a não ser o fato de que Jacob von Uexkull estabeleceu seu prêmio depois de não ter conseguido persuadir a Fundação Nobel a expandir suas categorias. Rico comerciante de selos, von Uexkull vendeu sua coleção para financiar o prêmio.

O Right Livelihood Award geralmente homenageia ativistas de base e diz que "não é um prêmio para a elite mundial politica, científica e econômica". 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave