Especialista diz que só multa traz cuidado

iG Minas Gerais | Johnatan Castro |

Para o motorista que sempre trafega pela Fernão Dias no trecho com radar, entre Betim, na região metropolitana, e o Estado de São Paulo, a ausência da aplicação de multas pode estimular o cometimento de abusos e de infrações. A opinião é do especialista em engenharia de transporte e trânsito da Fumec Márcio Aguiar, que defende o funcionamento pleno dos aparelhos.  

“A maior ação educativa é fazer chegar a multa ao bolso do motorista. Porque, enquanto ela não chega, as pessoas sabem que não tem nenhum problema e aquilo (o radar) não tem eficácia. Deveria entrar em funcionamento urgentemente”, afirmou.

De acordo com ele, rodovias como a Fernão Dias, que são duplicadas e possuem bom estado de conservação, têm velocidade média maior, o que torna o radar de controle de velocidade ainda mais necessário. “A velocidade aumenta muito porque a rodovia oferece uma segurança maior para os motoristas. Mas isso também traz riscos, e eles exageram”, diz. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave