Corpo carbonizado é de mulher que sumiu no Rio

Quatro pessoas foram presas, suspeitas de envolvimento com a clínica onde a mulher teria morrido

iG Minas Gerais |

A jovem, de 27 anos, teria optado pelo aborto por medo de perder o emprego, segundo o ex-marido
Reprodução
A jovem, de 27 anos, teria optado pelo aborto por medo de perder o emprego, segundo o ex-marido

Rio de Janeiro. O exame de DNA realizado em um corpo carbonizado achado dentro de um carro em Guaratiba, na zona Oeste do Rio de Janeiro, confirmou que a morta é Jandira Magdalena dos Santos Cruz, 27, que estava desaparecida desde 26 de agosto. As informações são do portal de notícias G1. Ela desapareceu quando entrou em um carro branco em direção a uma clínica clandestina de aborto. Quatro pessoas foram presas, suspeitas de envolvimento com a clínica onde a mulher teria morrido. Além disso, a Polícia Civil vai indiciar por crime de aborto a faxineira detida na casa onde a grávida Elizângela Barbosa, 32, teria realizado uma operação para retirar o bebê no último sábado, antes de ser encontrada morta. O imóvel, localizado em Niterói, foi interditado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave