Parque das Mangabeiras está entre os dez melhores do Brasil

Boa avaliação contou com o apoio de 705 pessoas que classificaram o parque como excelente e muito bom em uma enquete realizada no site TripAdvisor

iG Minas Gerais |

Parque tem dez mirantes que podem ser acessados por diversas trilhas
leo fontes
Parque tem dez mirantes que podem ser acessados por diversas trilhas

O parque das Mangabeiras, localizado no sopé da Serra do Curral, está entre os dez melhores parque do Brasil  e recebeu o Certificado de Excelência 2014. A boa avaliação contou com o apoio de 705 pessoas que classificaram o parque como excelente e muito bom em uma enquete realizada no site TripAdvisor.

A lista dos dez melhores inclui o parque do Ibirapuera, em São Paulo, Mangal das Garças, em Belém, parque Barigui, em Curitiba, parque Tanguá, em Curitiba, parque das Dunas, em Natal, parque Farroupilha – Redenção, em Porto Alegre, parque da Cidade – Sarah Kubitscheck, em Brasília, parque Unipraias Camboriú, em Camboriú e parque Moinhos de Vento, em Porto Alegre.

O parque se destaca pela sua infraestrutura, trilhas, bela vista da cidade, boa opção para passeio com a família, espaço de lazer e a biodiversidade.

“O parque das Mangabeiras é um dos mais bonitos cartões postais da capital, recebendo visitantes de várias regiões do Brasil e exterior. Só no período da Copa do Mundo, mais de mil estrangeiros, de 24 países diferentes, estiveram no local. É importante termos esse retorno dos visitantes que estão gostando do espaço e frequentando-o”, disse Homero Brasil, diretor de parques da Área Sul.

Parque das Mangabeiras

A área foi projetado pelo paisagista Roberto Burle Marx, conservando em sua área de 2,8 milhões de metros quadrados 59 nascentes do Córrego da Serra, que integra a Bacia do Rio São Francisco.

O local é bastante visitado por pessoas interessadas em atividades físicas e um belo visual. No Roteiro da mata é possível conhecer um pouco mais da vegetação de Cerrado, Mata Atlântica e Campo, passando pelo Viveiro da Mudas Nativas, Centro de Educação Ambiental (Ceam), Mirante da Mata e Morro do Pic-Nic/Vale dos Quiosques.

Para as atividades recreativas e esportivas, a Rota do Sol conta com as Ilhas do Passatempo, Pista de Skate, Praça do Britador, Parque Esportivo e Ciranda dos Brinquedos. Já as nascentes e cursos d’água, que formam a bacia do Córrego da Serra, podem ser observados no Roteiro das Águas, integrado pelo Recanto da Cascatinha e pelo Lago dos Sonhos.

A flora apresenta vegetação nativa composta de exemplares típicos de campo, como bromélias e canelas-de-ema, de Cerrado, como barbatimão e pequi e vestígios da Mata Atlântica, como o jequitibá e o pau d’óleo, além de outras espécies, como jacarandá, sucupira do cerrado, pau-de-tucano, aroeira, corticeira, pau-ferro, candeia, caviúna, pau-santo e gabiroba.

A fauna é composta por 29 espécies de mamíferos, como esquilos, gambás, tapitis, micos, tatus, quatis, 160 espécies de aves, entre elas andorinhas, bico de veludo, cambacicas, marias-pretas, sanhaços, caras sujas, azulões e pica-paus, 20 espécies de répteis e 19 anfíbios, como a rã Hylodes uai, que tem em seu nome uma homenagem a Minas Gerias.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave