Lojas de carros usados são alvo de operação sob suspeita de fraude

Os estabelecimentos estão localizados no Portal Auto Shopping, um dos mais conhecidos centro de revendedoras de veículos

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Operação da Polícia Civil teve início ainda na manhã desta terça-feira (23)
Polícia Civil/Divulgação
Operação da Polícia Civil teve início ainda na manhã desta terça-feira (23)

Duas das maiores lojas do Portal Auto Shopping, centro de revendedoras de veículos localizado na avenida Pedro II, no bairro Carlos Prates, na região Noroeste de Belo Horizonte, são alvo nesta terça-feira (23) de uma operação da Polícia Civil sob suspeita de adulterar a quilometragens dos carros. A operação, que acontece em conjunto com a Receita Estadual, investiga crimes contra o patrimônio, contra a ordem econômica e tributária.

Conforme o delegado Eduardo Vieira Figueiredo, da 5ª Delegacia de Fraudes do Departamento de Investigações de Crimes Contra o Patrimônio, a operação cumpre dois mandados de busca e apreensão. "O objetivo é apurar, encontrar provas relacionadas ao retorno de quilometragem em alguns carros. A investigação apontou que algumas lojas estariam comprando veículos, voltando a quilometragem e vendendo por um preço mais alto do que o seu valor", explicou.

Além das duas lojas, os policiais ainda fizeram buscas em um escritório de contabilidade e um galpão próximo, que seria utilizado para a adulteração dos veículos. "Nós faremos a constatação de todos estes veículos para, posteriormente, comprovarmos se eles foram ou não alvo dessas fraudes. Assim como a Receita Estadual, que só depois fará um relatório com relação às documentações colhidas durante esta operação", disse o delegado Figueiredo.

No total, cerca de 100 veículos serão averiguados pelos policiais com o objetivo de comprovar a adulteração. A investigação teve início há cerca de três meses, após um cliente de uma das lojas denunciar que comprou um carro e suspeitava que a quilometragem havia sido adulterada.

"Acho importante destacar para as pessoas que vierem não só aqui, mas em qualquer loja de usados, que deve-se atentar para alguns detalhes, como os pneus, o desgaste do veículo e até mesmo se existe um manual, com as datas e quilometragens das revisões, pois é uma forma de se defender desse tipo de fraude", alertou o policial. Cerca de 40 pessoas, entre policiais e fiscais da receita, participam da operação.

Leia tudo sobre: operaçãoportal auto shoppinglojasfraudequilometragemconfusão