Especialista cobra mais preparo

Segundo Sávio, a presença de detectores de metais poderia inibir a ação dos torcedores mal-intencionados

iG Minas Gerais | Thiago Nogueira /Guilherme Guimarães |

Para o membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e professor da PUC Minas Robson Sávio, a Polícia Militar, realmente, não deve assumir o ônus de um evento privado. No entanto, a segurança particular deve ser bem treinada.  

“Não dá para improvisar. Tem que fazer e fazer bem a prevenção, porque, depois, na repressão, a segurança privada não dá conta”, ressalta o especialista.

Segundo Sávio, a presença de detectores de metais poderia inibir a ação dos torcedores mal-intencionados. “Sem esses equipamentos, eles sabem que a chance de serem pegos é muito menor, já que a fiscalização é frágil”, destacou. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave