Serra Leoa registra 130 novos casos de ebola após confinamento

O governo ordenou que os 6 milhões de cidadãos ficassem em casa por três dias, de sexta-feira (19) até domingo (21) à noite, na estratégia mais extrema adotada por um país até agora para combater a epidemia

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Más condições. Controle da doença e estudo são limitados, especialmente em partes da África onde há uma infraestrutura médica limitada
Michael Duff/ap - 9.8.2014
Más condições. Controle da doença e estudo são limitados, especialmente em partes da África onde há uma infraestrutura médica limitada

Serra Leoa registrou 130 novos casos do vírus ebola durante um confinamento da população por três dias e está aguardando os resultados dos testes em mais 39 casos suspeitos, disse nesta segunda-feira (22) o chefe do centro de operações de emergências do ebola no país, Stephen Gaojia.

O governo ordenou que os 6 milhões de cidadãos ficassem em casa por três dias, de sexta-feira (19) até domingo (21) à noite, na estratégia mais extrema adotada por um país até agora para combater a epidemia.

Equipes de saúde visitaram casas em todo o país em busca de infectados. Os 30 mil voluntários também fizeram campanha para educar a população contra a doença.

O governo anunciou ainda a descoberta de 70 cadáveres apenas na capital Freetown e seus arredores.

O ministro da Saúde, Abubakarr Fofanah, disse que os voluntários conseguiram falar com 80% das casas no país e considerou a operação um sucesso.

Segundo o balanço da OMS divulgado nesta segunda, o ebola causou 2.793 mortes em 5.762 casos até o último dia 18.

Leia tudo sobre: SaúdeEbolaDoençaVírusEpidemiaSerra LeoaÁfricaConfinamentoMortesSurtoOMS