Viva estreia quarta sua primeira série ficional

Na comédia, o espírito Janjão quer ajudar, mas só atrapalha o jovem Ivan

iG Minas Gerais |

Dupla. Ivan (Sauma) e seu encosto Janjão (Moura)
alexandre campbell/divulgação
Dupla. Ivan (Sauma) e seu encosto Janjão (Moura)

São Paulo. Para os mais religiosos, um encosto é um espírito maligno que interfere de forma negativa na vida de uma pessoa. Em “Meu Amigo Encosto”, primeira série de ficção produzida pelo canal pago Viva, isso não é diferente, o que garante muitas risadas.

Na comédia, que estreia nesta quarta-feira (24), às 21h, Ivan (George Sauma) é um cara com muitos problemas que vê sua loja de fantasias ir à falência. “Um encosto pensa que Ivan vai se matar por conta dos problemas e decide impedi-lo. Ivan consegue ver o espírito, o que nunca poderia acontecer. É aí que a vida dele muda”, adianta Sauma, que ficou conhecido ao viver Tatalo, em “Toma Lá Dá Cá” (Globo, 2007-2009).

O encosto em questão é Janjão (Danilo de Moura), um espírito malandro que transforma a vida de Ivan em um verdadeiro caos. “Janjão quer facilitar a vida de Ivan e, para isso, até explode caixa eletrônico para o cara ter dinheiro, além de arranjar mulheres para ele”, comenta Moura. “Mas toda essa boa vontade sempre acaba em confusão”, complementa o ator, que faz sua estreia na TV. Moura substituiu o ator Tiago Abravanel no espetáculo musical “Tim Maia – Vale Tudo”.

Ivan e Janjão se tornam grandes amigos, o que faz com que o primeiro enfrente seus problemas, principalmente os amorosos. É que ele é atormentado pela ex-mulher, Rita (Maria Joana), que sempre tenta tirar dinheiro dele. “O pior é que Ivan ainda gosta dela e, com isso, nem liga para a funcionária Rosimary (Amanda Richter), apaixonada por ele”, adianta Sauma. “Janjão sabe disso e, claro, vai tentar dar um empurrão. Ele só lamenta não ser de carne e osso para pegar a Rosimary”, diverte-se Moura.

Segundo Sauma, por meio da comédia, a série mostra que é preciso ter amigos. “A série motiva as pessoas a viverem e aproveitarem a vida. Muitas vezes, levamos uma sacudida da vida, assim como o Ivan, e acabamos descobrindo novos amigos”, diz.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave