Miltiar que estava em acidente de helicóptero é sepultado em Fama

Mulher do sargento, identificada como Lívia Reis Carvalho, de 27 anos, que também faleceu na tragédia, foi resgatada na tarde deste domingo (21)

iG Minas Gerais | CAMILA KIFER |

O corpo do sargento Marcos Antônio Alves, de 44 anos, foi sepultado às 17h deste domingo (21) no Cemitério Municipal da cidade de Fama, no Sul de Minas. O militar e a mulher dele morreram em um acidente aéreo, no fim da manhã de sábado (20).

O cortejo de despedida foi acompanhado por militares, familiares e moradores da cidade que conheciam a vítima. Conforme informações da Polícia Militar, Alves deixa dois filhos, que são frutos do primeiro casamento.  

O corpo da atual mulher de Alves, Lívia Reis Carvalho, de 27, que também faleceu no acidente, foi resgatado na tarde deste domingo (21). A vítima estava presa na aeronave pela bacia e pelas pernas. Há um ano, o casal mantinha um relacionamento. Ainda não há informações sobre o velório da mulher.

Piloto ouvido e liberado

Após o acidente, o piloto saiu da aeronave sem prestar socorro às vítimas. Horas depois, ele se apresentou na Delegacia de Plantão de Varginha.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, ele informou ao delegado que, ao realizar o voo panorâmico, tentou desviar de um barco e caiu.

Depois do depoimento, ele foi liberado. O caso será investigado pela Polícia Civil de Fama.

O caso

O helicóptero caiu na represa de Furnas na manhã desse sábado enquanto fazia um voo panorâmico durante uma festa de rodeio da cidade.

Após o acidente, o piloto, identificado como Bruno Abitbol de Andrade Nogueira, de 35 anos, conseguiu sair da aeronave sozinho e com ferimentos leves.

As causas do acidente não foram esclarecidas.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave