Polícia apreende rojões e soco inglês com atleticanos no Mineirão

Onze pessoas foram conduzidas ao juizado especial do Mineirão, dois cruzeirenses e nove atleticanos

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Polícia Militar apreendeu rojões e soco inglês com a torcida atleticana dentro do Mineirão
GUILHERME GUIMARÃES/WEBREPÓRTER
Polícia Militar apreendeu rojões e soco inglês com a torcida atleticana dentro do Mineirão

O clássico entre Cruzeiro e Atlético foi explosivo dentro e fora de campo. Se no gramado os jogadores incendiaram o jogo, fora dele cruzeirenses e atleticanos causaram vários tumultos por uso de bombas e foguetes.

De acordo Polícia Militar foram apreendidos 22 foguetes, um sinalizador, duas bombas garrafão e um soco inglês, que estavam com membros da torcida Galoucura. Seis foguetes, duas bombas, o sinalizador e o soco inglês foram apreendidos dentro do Mineirão.

Ainda de acordo com a PM, até 19h20 deste domingo, 11 ocorrências foram registradas pelos militares, dentre essas envolvendo a de um menor que tinha a posse de um soco inglês. Extorsão, furto, desobediência, incitação à violência e uso de sinalizador tiveram um boletim registrado cada. Além desses, duas provocações de tumulto e dois casos de desacato também foram confirmadas.

Onze pessoas foram conduzidas ao juizado especial do Mineirão, dois cruzeirenses e nove atleticanos.  Os torcedores da Raposa detidos por desacato e os atleticanos por uso ou porte de explosivos.

A PM diz ainda que a entrada de artefatos explosivos acontece por falhas na segurança privada do Mineirão. A Minas Arena rebate tais críticas e afirma que os militares revistaram os atleticanos na sede da maior organizada do clube e, mesmo assim, não impediram que os torcedores trouxessem bombas para o estádio.

Justiça. De acordo com informações da Federação Mineira de Futebol, o árbitro Marcelo de Lima Henrique relatará em súmula uso de bombas por ambas as torcidas no clássico. E que precisou paralisar o jogo por causa dos desvios de conduta cometidos pelos torcedores.

Em conversa informal com um dos advogados do Atlético, tanto o Cruzeiro quanto o Galo poderão ser denunciados pela Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva pelas bombas que atrapalharam o espetáculo deste domingo.

Leia tudo sobre: atleticogalotorcidasoco inglesrojoes