Lucas Silva elogia torcida e lamenta 'injustiça' no fim do jogo

Volante celeste lembrou, porém, que o Cruzeiro permanece com sete pontos de vantagem para o segundo colocado São Paulo

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O Cruzeiro pressionava nos minutos finais do clássico mineiro, mas, em um descuido defensivo, Carlos 'voou' dentro da área celeste sem uma marcação por perto e cabeceou para sacramentar a vitória do Atlético por 3 a 2. Para o volante Lucas Silva, um dos destaques cruzeirenses, a sua equipe merecia mais 'justiça' na partida.

O meio-campista ressaltou que o Cruzeiro pressionou o adversário durante boa parte do confronto no Mineirão, chegando a acertar a trave do Galo por mais de uma vez, mas foi castigado nos minutos finais com o tento anotado pelo jovem atacante atleticano.

"Desde o primeiro minuto, o Cruzeiro se impôs e, na minha opinião, foi melhor. Nossa torcida foi 'dez', conseguimos empatar. Para mim, numa fatalidade a gente acabou tomando o gol, uma injustiça", disse Lucas Silva.

Mesmo com o revés no clássico mineiro, o Cruzeiro contou com a derrota do São Paulo para o arquirrival Corinthians também por 3 a 2 no dérbi paulista e manteve os sete pontos de vantagem na liderança para a equipe comandada por Muricy Ramalho.

"Mas a nossa vantagem (na liderança) continua a mesma. Clássico é sempre um detalhe a mais. Estou um pouco mais maduro em clássicos, mas gostaria de ter saído com a vitória", completou o volante.

O Cruzeiro manteve os 49 pontos, com o São Paulo somando 42 seguido pelo Internacional (41) e Corinthians (40). O Atlético figura no sexto lugar com (37)

Leia tudo sobre: cruzeiroraposaatleticogaloclassicolucas silva