Problemas na torcida do Galo durante o clássico paralisam jogo

Fogo na arquibancada e a explosão de bombas fizeram a partida ser paralisada até que os ânimos se acalmassem

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Durante o primeiro tempo do clássico entre Cruzeiro e Atlético, neste domingo, no Mineirão, foi grande o número de problemas no meio da torcida do Atlético. Fogo na arquibancada e a explosão de bombas fizeram a partida ser paralisada até que os ânimos se acalmassem.

Os incidentes tiveram início após o atacante Carlos colocar o Galo em vantagem. Um sinalizador foi acesso e o Corpo de Bombeiros teve que apagar as chamas que se formaram na arquibancada inferior. O árbitro Marcelo de Lima Henrique conversou com o zagueiro Leonardo Silva, solicitando que o capitão pedisse calma aos seus torcedores.

Após o segundo gol do alvinegro, marcado por Tardelli, uma bomba explodiu no meio da torcida, o que fez o árbitro paralisar a partida e avisar que, se a cena se repetisse, o jogo seria interrompido. Na saída para o intervalo, o goleiro Victor foi até o torcedor atleticano para pedir mais calma.

“É ter calma, porque podemos ser prejudicamos por causa disso. Mas tem de relatar a falta de segurança, porque não pode entrar com isso (bomba e sinalizador) dentro do estádio não”, afirmou o arqueiro.

Leia tudo sobre: atleticogaloarquibancadaconfusaoclassicocruzeiroraposa