Rosberg reclama da confiabilidade do carro da Mercedes

Rosberg não conseguiu nem sair para dar a volta de apresentação e precisou largar dos boxes. Depois, com poucas voltas de corrida, abandonou a disputa

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Para Rosberg, a confiança conquistada na estreia não deve afetar o trabalho contínuo na fábrica
Reprodução/Facebook
Para Rosberg, a confiança conquistada na estreia não deve afetar o trabalho contínuo na fábrica

O fim de semana do GP de Cingapura não poderia ser pior para o alemão Nico Rosberg. Afinal, o piloto da Mercedes abandonou precocemente a prova deste domingo, no circuito de rua de Marina Bay, por problemas no seu carro, e viu o inglês Lewis Hamilton assumir a liderança do Mundial de Pilotos com a vitória. Por isso, exibiu preocupação com a confiabilidade da Mercedes.

Rosberg não conseguiu nem sair para dar a volta de apresentação e precisou largar dos boxes. Depois, com poucas voltas de corrida, abandonou a disputa. O alemão explicou que um problema no volante atrapalha todo o funcionamento da sua Mercedes. "O volante não funcionava, então todo o carro não funcionava", explicou.

Chateado, Rosberg cobrou trabalho da Mercedes para que esse tipo de situação não volte a atrapalhá-lo na reta final da temporada 2014 da Fórmula 1. "Precisamos descobrir o que aconteceu porque foi mais um problema de confiabilidade. Tivemos alguns nesta temporada e esta vem sendo a nossa fraqueza", disse.

E o alemão também reconheceu que não tinha como ser mais ruim o seu dia em Cingapura. "É muito, muito duro, principalmente pela maneira como aconteceu", afirmou Rosberg, agora em segundo lugar no Mundial de Pilotos, com os mesmo 238 pontos que chegou para a prova deste domingo, mas agora com três a menos do que Hamilton.

Leia tudo sobre: rosbergf1