Governo vai esperar sindicância para definir afastamentos no IBGE

A comissão terá 30 dias para analisar os fatos e a responsabilidade funcional; membros serão integrantes da Casa Civil, dos ministérios do Planejamento, da Justiça e da Controladoria-Geral da União

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, disse neste sábado (20) que o governo irá esperar a conclusão do trabalho da comissão de sindicância, e apurar o erro do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na Pnad 2013, para tomar providências sobre possíveis afastamentos de responsáveis do órgão.

A comissão terá 30 dias para analisar os fatos e a responsabilidade funcional e será formada por integrantes da Casa Civil, dos ministérios do Planejamento e da Justiça e da Controladoria-Geral da União (CGU).

Segundo a ministra, o governo “ficou chocado com o erro”, considerado gravíssimo. Além da comissão de sindicância, um grupo de especialistas independentes irá avaliar a consistência da Pnad de 2013, para ver se há algum outro problema no estudo. Os nomes devem ser divulgados na próxima terça-feira (23).  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave