A voz Celeste

iG Minas Gerais |

Saudações celestes, nação azul. Véspera de uma grande partida do Cruzeiro, e o clima será de festa. Everton Ribeiro completará amanhã cem jogos pelo maior de Minas, uma trajetória já marcada por momentos inesquecíveis. No Cruzeiro o maestro azul já se sagrou campeão mineiro e tricampeão brasileiro. De quebra ainda marcou o gol que ficou imortalizado como um dos mais bonitos da história do Mineirão. Que neste domingo possamos ver nosso craque criando mais jogadas geniais, marcando e dando assistências aos nossos artilheiros Goulart e Moreno. Tenho certeza de que será uma vitória convincente, afinal o Cruzeiro tem a torcida ao seu lado. Lotaremos, cantaremos e empurraremos nossos heróis o tempo todo, dentro da nossa casa, a Toca 3. Como sócio-torcedor 57.000 oficial, estarei lá, serei mais um soltando a voz para incentivar nosso clube do coração.

Avacoelhada

O Coelhão precisa demonstrar capacidade de se adaptar às mudanças de objetivos. Durante a espera do julgamento, vencer o próximo jogo passou a ser o principal desafio. Apesar de o motivacional ser importante, o esquema e a qualidade técnica carecem de aprimoramentos. A fim de buscar a vitória contra o Vila Nova-Go, a distribuição tática deve ser equilibrada. Leandro Guerreiro, de terceiro zagueiro, evitaria o desgaste do jogador devido à sequência de jogos e às dimensões do gramado, aumentaria a segurança defensiva e liberaria os alas. A escalação de Raul poderá facilitar o revezamento com Gilson nas ultrapassagens pelos lados. Mancini, Renan Oliveira, Ricardinho e Bruninho precisam ser mais produtivos. Magrão é opção de terceiro volante. Diego e Júnior Lemos deveriam ter sido relacionados. Blitz na Cantina da Ana, Silviano Brandão, 2.109.

A voz da Massa

Saudações alvinegras! Vamos concordar que, por conta de todos os aspectos envolvidos no jogo com o Goiás, ficamos um pouco nervosos. Mas é por isso que o futebol é altamente viciante! Ninguém apostava que, mesmo todo remendado, o Galo teria tanta facilidade a ponto de liquidar a fatura em apenas 45 minutos de jogo. Mas o Galo foi lá e detonou o adversário! Levamos um pequeno susto no final da partida, devido às alterações, mas não foi nada que ameaçasse essa importante vitória, que não foi por acaso. O time do Galo jogou bem e aproveitou a fragilidade da defesa esmeraldina. Destaques para Guilherme, que se movimentou bem em campo, e para Dátolo, autor das três assistências que resultaram em gols e ainda foi o maestro do time, até fazendo lembrar o sempre nosso R10. Agora é se preparar para o clássico. Vamos na raça de sempre, Galo!

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave