O TEMPO vence prêmio com reportagem sobre falta de defensores

Reportagem "Faltam defensores públicos em 65% das comarcas do Estado" venceu o prêmio Adep-MG

iG Minas Gerais | Da redação |

Prejuízo. Segundo Associação dos Defensores Públicos de Minas, Estado não tem defensores suficientes, o que sobrecarrega os ativos
Alex de Jesus
Prejuízo. Segundo Associação dos Defensores Públicos de Minas, Estado não tem defensores suficientes, o que sobrecarrega os ativos

O jornal O TEMPO foi o vencedor do prêmio de jornalismo da Associação dos Defensores Públicos de Minas Gerais (Adep-MG), na categoria impresso. A cerimônia de premiação ocorre na noite desta sexta-feira (19), na sede da Defensoria Pública de Minas Gerais, em Belo Horizonte.

Com a reportagem “Faltam defensores públicos em 65% das comarcas do Estado” (leia aqui), de autoria do repórter Johnatan Castro, foi apresentado um diagnóstico da atuação dos defensores públicos em Minas Gerais. Conforme dados da própria instituição, 194 das 296 comarcas de Minas (o que correspondem a 65,5%) ainda não possuem Defensoria Pública. Dos 1.200 cargos já criados para essa função, apenas 582 foram preenchidos. De acordo com o Mapa da Defensoria Pública no Brasil, feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em 2013, o déficit de profissionais no Estado chega a 1.066.

O presidente da Adep-MG, Eduardo Cavalieri Pinheiro, explicou que os baixos salários da categoria provocaram uma evasão dos profissionais ao longo dos anos. A demanda, porém, não parou de crescer.

Já a defensora pública geral de Minas Gerais, Andréa Abritta Garzon, admitiu o déficit e a ausência de trabalhadores administrativos, e afirmou que a falta de verba é o principal impasse para novos investimentos e contratações.

O prêmio Adep-MG de Jornalismo premia reportagens sobre o trabalho da Defensoria Pública do Estado em três categorias: rádio, TV e impresso.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave