Agência federal decide abandonar grupo anticrise do sistema Cantareira

Reservatório é o principal fornecedor de água para 9 milhões de pessoas na região metropolitana de São Paulo

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Agência federal decide abandonar grupo anticrise do sistema Cantareira
Agência federal decide abandonar grupo anticrise do sistema Cantareira

A Agência Nacional de Águas (ANA) anunciou nesta sexta-feira (19) sua retirada do comitê que assessora a gestão do sistema Cantareira, que passa por uma crise sem precedentes desde o início do ano. O reservatório é o principal fornecedor de água para 9 milhões de pessoas na região metropolitana de São Paulo.

Ligada ao governo federal, a agência ainda propôs a dissolução do grupo, criado em fevereiro por representantes seus, do governo de São Paulo, da Sabesp e dos comitês das bacias PCJ (que abrange os rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) e Alto Tietê.

Segundo ofício assinado pelo diretor-presidente da ANA, Vicente Andreu, a saída da agência leva em conta as manifestações de Mauro Arce, secretário paulista de Recursos Hídricos, sobre a quantidade de água a ser retirada do sistema Cantareira.

Andreu afirma que Arce negou publicamente um acordo para que a Sabesp reduzisse a retirada de água do sistema, proposto por ele próprio em reunião do grupo.

Diz, porém, que a ANA deixa o comitê "especialmente" pela ausência de novas definições sobre a captação de água do Cantareira, como ocorria quinzenalmente até 30 de junho. Procurado, o governo do Estado ainda não se manifestou sobre o ocorrido.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave