Rendimento da Williams em Cingapura preocupa Massa

Brasileiro acredita que equipe poderá ter freada sua boa ascensão no campeonato se não encontrar rapidamente um melhor acerto para os seus carros

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Felipe Massa revelou que a equipe já esperava pelo ritmo mais lento porque os carros da Williams não se adaptam bem aos traçados de rua
FACEBOOK OFICIAL/DIVULGAÇÃO
Felipe Massa revelou que a equipe já esperava pelo ritmo mais lento porque os carros da Williams não se adaptam bem aos traçados de rua

Depois de subir ao pódio na etapa passada, Felipe Massa teme sofrer forte revés no GP de Cingapura de Fórmula 1, neste fim de semana. O brasileiro acredita que a Williams poderá ter freada sua boa ascensão no campeonato se não encontrar rapidamente um melhor acerto para os seus carros no circuito de rua de Marina Bay.

Tanto Massa quanto o finlandês Valtteri Bottas tiveram dificuldade para extrair um bom desempenho da Williams nos dois treinos livres desta sexta-feira. Na segunda sessão, quando todos os pilotos exibiram melhor performance, o brasileiro não passou do 17º posto, enquanto Bottas figurou em 18º.

"Tivemos um dia muito difícil hoje porque sofremos para encontrar o meu equilíbrio para o carro. E agora precisamos resolver isso ainda nesta noite. Caso contrário, teremos um fim de semana bem complicado", diz o brasileiro, ao reconhecer a preocupação com o desempenho da equipe em Cingapura.

"Vimos algum crescimento entre o primeiro e o segundo treino livre, mas precisamos melhorar ainda mais para o terceiro se quisermos ter uma classificação que nos satisfaça", alerta Massa terceiro colocado no GP da Itália, há duas semanas.

O baixo rendimento, contudo, não surpreende o brasileiro. Ele revela que a equipe já esperava pelo ritmo mais lento porque os carros da Williams não se adaptam bem aos traçados de rua. "Sabíamos que esta pista não se adequaria bem ao nosso carro, assim como em outros circuitos deste tipo. Mas estamos fazendo diversos testes que nos ajudarão amanhã [sábado]", pondera.

Leia tudo sobre: automobilismofórmula 1massawillians