Aécio diz que vai rever fator previdenciário

Candidato foi pressionado pela Força Sindical, que tem o fim do fator previdenciário como principal bandeira política

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O senador Aécio Neves durante sessão para analisar a Medida Provisória 595, a MP dos Portos
José Cruz/ABr
O senador Aécio Neves durante sessão para analisar a Medida Provisória 595, a MP dos Portos

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, comprometeu-se nessa quinta-feira (18) com sindicalistas a rever o fator previdenciário, mecanismo criado em 1999 na gestão de Fernando Henrique Cardoso para desestimular aposentadorias precoces. "Ele se comprometeu com a gente que, logo que tomar posse em janeiro, vai chamar o movimento sindical para arrumar uma alternativa, um modelo, que substitua o fator previdenciário", disse João Batista Inocentini presidente nacional do Sindicato dos Aposentados da Força Sindical e membro da coordenação de programa de governo do tucano.

A decisão de Aécio ocorre depois de o candidato ser pressionado pela Força Sindical, que tem o fim do fator previdenciário como principal bandeira política. Depois de selado o acordo, Aécio se reuniu com cerca de 40 sindicalistas na manhã desta sexta-feira para gravar uma roda de conversa sobre o tema, que vai ao ar no horário eleitoral de sábado. Segundo Inocentini, a mudança no fator previdenciário estará presente no programa de governo do candidato, que ainda não tem data para ser lançado. Outra bandeira da Força Sindical, a redução da jornada semanal para 40 horas, não foi incluída entre as propostas do presidenciável tucano. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave