"Instituto São Rafael não será fechado", garante superintendente

A informação foi confirmada pela responsável pela Secretaria de Educação Metropolitana A, após um aluno do instituto fazer a denúncia de que o local seria fechado

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

O Instituto São Rafael está localizado na avenida Augusto de Lima, no Barro Preto
Reprodução/ Facebook
O Instituto São Rafael está localizado na avenida Augusto de Lima, no Barro Preto

Após a denúncia de um aluno sobre o fechamento do Instituto São Rafael, uma escola da rede estadual especializada em educação e reabilitação de deficientes visuais na educação infantil e no ensino fundamental, a Secretaria de Educação Metropolitana A negou a informação, e disse que não há a menor possibilidade disso acontecer.

Professores e alunos do instituto evitam falar sobre isso, mas de forma anônima, alguns deles informaram que houve a redução da equipe de apoio (setor que faz a leitura para os deficientes visuais) e que também haverá o remanejamento de dois professores.

A superintendente regional da Metropolitana A, Else Pimenta, informou que os dois professores estão excedentes no quadro de docentes e que, por isso, pode haver o remanejamento, mas informou que eles ainda estão na instituição. “Haverá uma reunião com a diretoria do instituto nesta sexta-feira [19], onde deixaremos isso claro. Já foram feitas reuniões sobre isso, mas parece que faltou o entendimento deles, por isso, hoje estaremos reforçando isso na reunião”, explicou.

Além disso, Pimenta disse que houve um mal entendido em relação ao aluno que teria sido mal orientado. “A gente tem trabalhado para o instituto melhorar a cada dia mais o seu atendimento. São quatro núcleos de aprendizado e só na escolarização, a gente tem 80 alunos, atualmente. Mas mesmo assim, esse número é ainda maior, se considerarmos os deficientes visuais que procuram o instituto para participar de oficinas ou serem orientados para as escolas regulares”, informou.

A superintendente também deixou claro que não há a menor possibilidade do fechamento do instituto, que é mantido com verba pública. “Vai haver uma reorganização de pessoal sim, mas isso é um procedimento padrão. Sobre o fechamento do instituto ou redução do apoio, isso não passa de um mal entendido. Nunca nos passou pela cabeça fechar a escola”, enfatizou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave