Jô festeja vitória e esquenta clima do clássico: "Será uma guerra"

Atacante, assim como o técnico Levir Culpi, vê triunfo sobre Goiás como um "combustível" a mais para duelo com a Raposa

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Jô pode começar o duelo diante do Inter no banco de reservas
BRUNO CANTINI/DIVULGAÇÃO/ATLÉTICO
Jô pode começar o duelo diante do Inter no banco de reservas

Vitória em Goiás, dever cumprido e uma nova missão pela frente. Logo após o duelo com o Esmeraldino, o Atlético nem bem comemorou e "virou a chave" para o clássico deste domingo, contra o Cruzeiro. De olho em um lugarzinho no G-4, o Alvinegro trata a partida frente ao arquirrival, líder do Campeonato Brasileiro, como uma verdadeira "batalha". "Foi muito importante (triunfo sobre o Goiás), pois vencer fora de casa, próximo de um clássico, nos dá moral. Encostamos no G-4; era nossa meta. Agora é descansar, pois será uma guerra", prevê o atacante Jô. O jogador, aliás, ainda busca dar fim ao jejum de gols - que já chega a 20 partidas - na temporada. O mesmo espírito aguerrido motiva o técnico Levir Culpi para o duelo. Logo após a vitória dessa quinta-feira, o comandante alvinegro decretou: "Estamos concentrados a partir de agora". Levir, aliás, mostrou-se bastante confiante com o time para o confronto com a Raposa. “A vitória dá mais confiança a todo mundo, dá mais tranquilidade para trabalhar. Temos elenco para vencer o clássico”, afirmou. Neste ano, o Atlético ainda não foi superado pelo líder do Brasileirão. No Campeonato Mineiro, foram três jogos e três empates por 0 a 0. No Nacional, vitória do Galo no primeiro turno, por 2 a 1.

Leia tudo sobre: atleticolevirjofocovoltadoclassicodomingocruzeirobrasileiro