Jogadores do Cruzeiro rechaçam favoritismo no clássico

Léo e Ricardo Goulart destacam a diferença que é jogar um clássico e afirmam que será preciso muita atenção com o adversário

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Com boas atuações, Goulart tem feito a torcida esquecer Diego Souza
Washington Alves / VIPCOMM
Com boas atuações, Goulart tem feito a torcida esquecer Diego Souza

De um lado, o líder do Campeonato Brasileiro, com sete pontos de vantagem sobre o vice-líder, melhor time do Brasil e com quase dois anos atuando junto. Do outro, o oitavo colocado, 18 pontos a menos do que o líder, com desfalques e uma equipe ainda em formação.

Apesar dos números favoráveis, os jogadores do Cruzeiro rechaçam qualquer tipo de favoritismo contra o Atlético, para o jogo de domingo, no Mineirão. Os atletas pregam respeito pelo adversário e lembram que os clássicos são definidos nos detalhes.

“Nós podemos estar na liderança e eles um pouco mais embaixo na tabela que não tem favorito. O clássico é um jogo decidido nos detalhes. Um jogo acirrado, aguerrido. Temos que procurar fazer o nosso papel e ficar atentos aos detalhes, porque é assim que um clássico é decidido”, declarou o zagueiro Léo.

Ricardo Goulart, que retorna ao time após cumprir suspensão, chamou atenção para o entrosamento da Raposa, mas também descartou o fato de os cruzeirenses iniciarem a partida em vantagem.

“Favoritismo fica de lado. Será um jogo duro, difícil. Temos que tomar cuidado com as principais jogadas deles, pois eles têm qualidade. A vantagem que temos é por estarmos a um ano e nove meses juntos. O entrosamento ajuda bastante. Mas se trata de um clássico, todo jogador quer ganhar. Vamos fazer de tudo para que o Cruzeiro possa sair vencedor”, disse o camisa 28.

Leia tudo sobre: cruzeirojogadoresrechaçamfavoritismoatleticoclassicobrasileiro