Garotinho ataca a Globo em entrevista na própria emissora

Candidato ao governo usou tática para se defender de acusações

iG Minas Gerais |

Entrevista. Garotinho foi o candidato ao governo do Rio entrevistado no “RJTV” na noite de anteontem
Video/Reprodução
Entrevista. Garotinho foi o candidato ao governo do Rio entrevistado no “RJTV” na noite de anteontem

Rio de Janeiro. O deputado federal Anthony Garotinho (PR), candidato ao governo do Rio de Janeiro, usou espaço concedido pela TV Globo para entrevista com candidatos no telejornal “RJTV”, na noite dessa quarta, para atacar a emissora. Garotinho citou casos envolvendo a TV Globo para se defender das acusações de que é alvo.

“Acusação todo mundo tem. Agora mesmo acusaram a Globo de estar envolvida num desvio milionário, com laranjas em paraísos fiscais. Eu não sei se a Globo é culpada, até acho que é. Mas é uma opinião minha, quem vai dizer isso é o juiz”, atacou.

“Disseram que a Globo sonegou bilhões. É para ver como as injustiças acontecem. A Globo pode estar sendo vítima de uma injustiça”, completou o candidato.

A emissora foi multada, em outubro de 2006, em R$ 615 milhões por supostas irregularidades na compra de direitos de transmissão da Copa de 2002. Segundo fiscais da Receita Federal, a emissora fez manobras para não pagar R$ 183 milhões em Imposto de Renda. A Receita não aceitou a defesa da emissora, que, em 2009, aderiu ao Refis (Programa de Recuperação Fiscal) e parcelou seus débitos.

Coube à apresentadora Mariana Gross dar a posição da emissora após a entrevista com o candidato. “A TV Globo nada sonegou. A TV Globo paga seus impostos”.

Ditadura. Garotinho também ironizou a emissora ao lembrar a autocrítica feita pelas Organizações Globo por seu apoio editorial à ditadura militar. Questionado sobre por que não havia reduzido o IPVA e acabado com a vistoria veicular anual em seu primeiro governo, como promete fazer agora, o deputado disse:

“Não fiz, mas vou fazer agora. Em quantas coisas na vida a gente faz uma autocrítica. A Globo, por exemplo, apoiou a ditadura. Depois, passou um tempo, fez uma autocrítica e reconheceu que não deveria ter apoiado a ditadura”.

Mea-culpa

Erro. As Organizações Globo, atualmente chamadas de Grupo Globo, publicaram, em setembro de 2013, um editorial no jornal “O Globo” em que reconhecem como um erro o apoio ao golpe e à ditadura militar.

Ex-governador é réu em 13 processos Rio de Janeiro. Anthony Garotinho (PR) responde a 13 ações por improbidade administrativa, boa parte delas relacionadas a contratação de ONGs. Garotinho ironizou também as ações nas quais é réu. “Gostaria de saber onde foi parar esse dinheiro. Quem comprou fazenda foi o (ex-deputado Jorge) Picciani, milionário, ‘rei do gado’. Quem comprou casa em Mangaratiba foi o (ex-governador) Sérgio Cabral. Levo uma vida normal, de classe média. Devo ser incompetente para roubar”, disse o candidato.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave