Bruno Gagliasso em momento macabro

Além da série, que estreia hoje na Globo, ator está em cartaz com “Isolados”

iG Minas Gerais |



Na pele de Edu, Bruno vive um serial killer na nova produção da Globo
Globo
Na pele de Edu, Bruno vive um serial killer na nova produção da Globo

São Paulo. Protagonista de duas tramas conduzidas por misteriosos assassinatos em série, o ator Bruno Gagliasso surge na TV e no cinema, nesta semana, em papéis sombrios que provam sua versatilidade. Ele, que já está em cartaz no thriller “Isolados”, pode ser visto na pele de um assassino em série, a partir de hoje, na série “Dupla Identidade” (Globo), produção assinada por Glória Perez.

Em ambos os casos, o suspense move a história. “É um gênero que vem crescendo no Brasil. O público pede por produções desse tipo”, introduz Gagliasso, empolgado com o atual momento da carreira. “Não planejei essa estreia conjunta. Acredito no sincronismo, no que tem de ser”, afirma.

Na série, ele vive o psicopata Edu. Acima de qualquer suspeita, o bom moço esconde ser um frio assassino. “Ele é movido pelo poder e se sente um Deus nessas horas. No caso, ele sente prazer em decidir a morte de suas vítimas”, adianta o ator.

Já no filme “Isolados”, Gagliasso faz o psiquiatra Lauro, que é cercado por assassinos em uma casa no meio do mato. “Lauro surta, não é como Edu. Mas ambos são densos e mantêm o público ligado na trama”.

Gagliasso lembra que, na TV, já viveu um esquizofrênico, em “Caminho das Índias” (Globo, 2009), e um vilão tresloucado, em “Cordel Encantado” (Globo, 2011). “Gosto de personagens que crescem. Isso me fascina”.

Por isso, ser coprodutor de “Isolados” é motivo de comemoração. “Não tive medo de errar, acreditei no projeto”.

Isso não quer dizer que ficará preso ao gênero. “Vamos levar ao cinema a comédia ‘A Vida Sexual da Mulher Feia’ e o filme de ação ‘Jogos Clandestinos’, no qual atuarei. Estou louco para gravar a cena em que destruo um cassino”, diverte-se o ator.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave