Uso de triciclos para transportar água e gás já está permitido

Proposta foi sancionada pelo prefeito e aprovada na última terça-feira, e altera a lei que determinava obrigatório o uso de side-car para o transporte

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Já está valendo a alteração na lei municipal que torna legal o uso de triciclo para o transporte de gás e água em Belo Horizonte. A proposta do vereador Wellington Magalhães (PTN) foi aprovada em dois turnos e sancionado pelo prefeito. Ela foi publicada na última terça-feira (16), quando entrou em vigor.

A demanda partiu das próprias empresas que eram obrigadas a utilizar o side-car, um dispositivo de uma roda que é acoplado a um veículo motorizado, como uma moto, resultando em um veículo de três rodas. No caso do triciclo, ele já é motorizado e economiza espaço na pista, suprimindo o uso do side-car, que o deixaria ainda maior.

A Lei 10.751 altera a Lei 10.220, em seu parágrafo 1° do artigo 2°, que proíbe “o transporte de combustíveis , produtos inflamáveis ou tóxicos e galões, exceto gás de cozinha e galões de água mineral, contando que estejam acondicionados em side-car”.

De acordo com o vereador autor da proposta, a revisão do dispositivo surgiu da demanda dos setores que utilizam triciclos motorizados para o transporte de cargas e vêm sendo prejudicados pela restrição, já que a largura dos triciclos, que já contam com duas rodas traseiras, torna tecnicamente inviável a anexação do equipamento.

Aprovada na forma do substitutivo nº 1, apresentado pelo próprio autor, a alteração beneficiará as transportadoras que modernizaram suas frotas com aqueles veículos, que poderão obter o licenciamento para o transporte das cargas mencionadas.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave