Acesso à internet chega a 43,1%, mas expansão é a menor desde 2009

A proporção de internautas na população do país passou de 49,2% para 50,1%; mais da metade (52,6%) tinha de 10 a 29 anos de idade

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Reprodução
undefined

De 2012 para 2013, avançou o número de lares com computadores com acesso à internet de 40,3% para 43,1%, numa tendência vista desde 2009, primeiro ano em que a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) passou a investigar o tema.

Apesar da expansão, os dados da pesquisa, divulgados nesta quinta-feira (18), mostram que o número total de pessoas que acessaram a rede nos três meses anteriores à pesquisa (base setembro de 2013) foi de 86,7 milhões, com alta de 2,9% frente a 2013. Foi o menor ritmo de expansão desde 2009.

Esse acesso pode ter ocorrido em casa, no trabalho, na escola, em lan houses, entre outros locais.

Os dados não incluem uso de internet em tablets e smartphones.

A proporção de internautas na população do país passou de 49,2% para 50,1%. Mais da metade (52,6%) tinha de 10 a 29 anos de idade.

Celular X fixo

Segundo a pesquisa do IBGE, 53,1% dos domicílios possuem apenas telefones celulares, acima dos 51,4% de 2012. Na outra ponta, apenas 2,7% dos lares tinham só linha fixa --o percentual era de 3% em 2012.

O percentual de pessoas de dez anos ou mais de idade com telefone móvel celular aumentou de 72,8% em 2012 para 75,5% em 2013.

Domicílios

A Pnad revela que o número de domicílios particulares no país, em 2013, foi estimado em 65,1 milhões, um crescimento de 2,1% em relação a 2012. Desse total, quase 74,5% eram próprios (sendo 69,4% quitados e 5,1% em aquisição). Outros 17,9% estavam alugados e 7,2% haviam sido cedidos por parentes ou amigos.

Leia tudo sobre: TecnologiainternetacessoBrasilIBGEPesquisaPnadcomputadoresrede