Air France tem quarto dia de greve com seis voos cancelados no Brasil

Para quem comprou passagens para voar entre os dias 15 e 22 de setembro, foi aconselhado que as datas sejam adiadas, sem custos extras, desde que haja assentos disponíveis na nova data

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Empresa vem cumprindo regras de segurança, diz a agência brasileira
ISABELLA VALLE/AE - 11.7.2010
Empresa vem cumprindo regras de segurança, diz a agência brasileira

Pelo quarto dia consecutivo, a Air France cancelou cerca de 60% dos seus voos por causa de uma greve de pilotos, que são contrários aos planos da companhia de desenvolver a filial de baixo custo Transavia, com condições trabalhistas menos favoráveis.

No Brasil, seis voos foram cancelados nesta quinta-feira (18), segundo o site da companhia. Na rota Paris - São Paulo, foram cancelados os voos AF456, AF454 e AF459. Já entre o Rio e Paris, foram cancelados os voos AF444, AF442, AF445.

Para quem comprou passagens para voar entre os dias 15 e 22 de setembro, foi aconselhado que as datas sejam adiadas, sem custos extras, desde que haja assentos disponíveis na nova data.

De acordo com o site da empresa, se o voo for cancelado ou adiado por mais de cinco horas, o cliente poderá pedir o reembolso.

A companhia aérea pediu aos clientes que verifiquem na internet se sua viagem está programada antes de irem ao aeroporto.

Mais greve

Um sindicato de pilotos advertiu nesta quinta de que a greve pode ser estendida por tempo indefinido se suas condições não forem aceitas.

Jean-Louis Barber, chefe da seção da Air France no sindicato dos pilotos SNPL, disse ao jornal francês "Le Monde" que o sindicato pode votar para estender a greve para além do dia 22 de setembro, o limite definido anteriormente.

Os pilotos rejeitaram nesta quinta-feira uma nova proposta da direção da companhia aérea. O SNPL classificou de insuficiente a nova proposta da direção de limitar as operações da Transavia.

O chefe-executivo da companhia, Alexandre de Juniac, disse que apenas 42% dos voos iam operar nesta quinta. A empresa advertiu que, se a paralisação continuar, o lucro anual pode ser comprometido, uma vez que cada dia de greve significa perdas de 10 a 15 milhões de euros (R$ 30,4 milhões a R$ 45,7 milhões).

Leia tudo sobre: ParalisaçãogreveAir FranceMundopilotosfuncionáriosvooscanceladosBrasil