“Aécio tá morto. Marina é a segunda via do PSDB”

Luciana Genro Candidata à Presidência pelo PSOL

iG Minas Gerais | Denise Motta |

Estavam previstas as críticas a Aécio Neves durante o debate da CNBB?

O debate não permitiu prever nada, era tudo sorteado na hora. Minha ideia era perguntar ao Aécio sobre repressão aos sem-teto em São Paulo, promovida pelo PSDB. Quando Aécio me perguntou sobre educação, me lembrei do momento anterior, da conversa de comadre dele com o Levy Fidelix (PRTB), que chutou a bola para ele falar de corrupção na Petrobras. Não podia deixar passar, como se não tivesse presenciado cena de hipocrisia explícita. Já tinha visto ele fazendo esse discurso cínico, de acusação ao PT, quando ele tem as mãos sujas. Embora tenha atingido o PT, os petistas sabem que é importante relembrar esses episódios. Evidente que eu estava com isso entalado na garganta e queria botar o dedo na ferida.

Como avalia a situação de Aécio no quadro eleitoral?

Aécio tá morto. A Marina é a segunda via do PSDB. Ela está cumprindo este papel de defender as políticas tucanas. Economistas dela são historicamente ligados ao PSDB. O vice dela já subiu no palanque do (Geraldo) Alckmin. Todos os segmentos econômicos com preferência pelo PSDB já estão se alinhando com a campanha da Marina. O FHC disse que gostaria que o Aécio governasse junto com Marina. É natural que ela seja segunda opção. Ela é possibilidade de o PSDB chegar ao poder por terceirização.

Se arrepende de ter passado pelo PT?

O PT foi parte de um processo necessário de construção da esquerda brasileira. O problema é que chegou no poder e simplesmente mudou de lado. Largou bandeiras que defendia. Sou orgulhosa de ter ajudado a construir essas bandeiras, de não ter me deixado seduzir pelo poder.

O que há de melhor e de pior na política no Brasil hoje?

O melhor é a participação popular, a política feita pelo povo, por meio da mobilização social. O pior são as negociatas, as relações promíscuas nos segmentos econômicos.

Qual líder te inspira?

Che Guevara, pela coragem, generosidade e pelo desprendimento.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave