Palmeiras terá 5 mudanças para jogo contra o Flamengo

Principais alterações da equipe são no gol com a entrada de Deola no lugar de Fábio e na zaga, com o retorno de Lúcio à equipe titular

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Lúcio também cobrou mais brio dos companheiros
CESAR CREGO/AGÊNCIA PALMEIRAS/DIVULGAÇÃO
Lúcio também cobrou mais brio dos companheiros

Quando o Palmeiras olha para a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro se apega a um exemplo para tentar fugir do rebaixamento. Com a arrancada capaz de sair da lanterna, ganhar cinco vezes seguidas e chegar à 10.ª posição, o Flamengo virou o modelo a ser copiado e é também o adversário a ser batido nesta quarta-feira, às 22 horas, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, pela 22.ª rodada, jogo em que o time alviverde entra em campo com cinco mudanças.

O encontro com o clube carioca é a chance de se recuperar da derrota por 3 a 0 para o Fluminense, no último sábado, e de preparar a equipe para a sequência de confrontos diretos para evitar a queda. Ainda com desfalques, o técnico Dorival Júnior preparou uma escalação recheada de surpresas e mudanças.

A principal novidade é no gol. As seguidas falhas de Fábio abriram espaço para Deola retomar a posição depois de dois anos. Na defesa, o técnico tirou o lateral-direito Weldinho para apostar em João Pedro, de 17 anos, que vai estrear como profissional. Na zaga, Lúcio retorna de lesão para ocupar a vaga do suspenso Victorino e fechar o setor com Nathan, de 19 anos.

Novamente escalado no 4-2-3-1, o Palmeiras mudou bastante o setor de armação. Valdivia e Allione se recuperaram de lesão, mas ficam no banco de reservas. Dorival Júnior havia prometido escalar Cristaldo como titular e o argentino vai atuar pelo lado esquerdo, com Mouche (outra novidade) na direita e Diogo centralizado. Juninho deixou de ser meia e foi recuado para fazer a dupla de volantes com Renato.

A equipe foi definida em trabalho tático no treino desta terça. Dorival Júnior focou bastante no trabalho de cruzamentos e na intensa movimentação entre o trio de armadores. “Estamos criando jogadas nas nossas partidas, mas precisamos nos concentrar um pouco mais no último passe ou na finalização para voltar a ganhar”, afirmou o lateral-esquerdo Victor Luís.

O elenco reconhece a ansiedade como a principal adversária para ganhar e voltar a subir na tabela de classificação. “A base de tudo no futebol é a confiança. Se você vence uma ou duas partidas seguidas, muda tudo. Foi o que aconteceu com o Flamengo”, comparou o volante Renato.  

Leia tudo sobre: palmeirasflamengocampeonato brasileirodorival juniordeolafabiolucio