“Meu programa não será escrito a lápis”

A afirmação do tucano faz referência ao recuo de Marina em tópicos apresentados no documento com as propostas para uma eventual gestão, como o casamento gay e a energia nuclear

iG Minas Gerais |

São Paulo. O candidato do PSDB a presidente da República, Aécio Neves, provocou a adversária Marina Silva (PSB) nesta terça ao prometer entregar, até o fim do primeiro turno da eleição, um programa de governo “feito a caneta”.  

A afirmação do tucano faz referência ao recuo de Marina em tópicos apresentados no documento com as propostas para uma eventual gestão, como o casamento gay e a energia nuclear. Questionado em coletiva de imprensa no bairro do Brooklin, zona Sul de São Paulo, quando divulgaria o programa, Aécio disse que seu plano de governo “não será escrito a lápis”.

“Ele será feito a caneta e reproduz exatamente aquilo que nós pregamos e praticamos ao longo de nossa vida, mas são tantas sugestões que nós estamos compilando”, acrescentou. Aécio ainda alfinetou a pessebista quando disse que “não adianta querer criar um novo personagem às vésperas da eleição”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave