Zanon corta pivô Fabiana e define grupo do Mundial

Aos 23 anos, atleta ficou fora da lista das 12 inscritas na competição que será disputada na Turquia

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Zanon afirmou que seleção evoluiu e está satisfeito com o nível de trabalho
REPRODUÇÃO/CBB
Zanon afirmou que seleção evoluiu e está satisfeito com o nível de trabalho

O técnico Luiz Augusto Zanon definiu nesta terça-feira o último corte da seleção brasileira feminina de basquete, fechando o grupo para a disputa do Mundial da Turquia, que começa no dia 27 de setembro. A pivô Fabiana Caetano de Souza, que tem 23 anos e defende a equipe do São José, ficou fora da lista de 12 inscritas na competição.

"Foi uma decisão muito difícil. Primeiro, por que a Fabiana cresceu muito desde que iniciou o trabalho com a gente. Tem um potencial de futuro muito grande, mas tivemos um fortalecimento no setor das pivôs que obrigou que tomássemos a decisão", disse Zanon, lembrando que as pivôs Érika, Damiris e Nádia se juntaram recentemente à seleção, pois estavam disputando a WNBA nos Estados Unidos. Assim, o grupo do Brasil para o Mundial ficou com: Adrianinha, Débora e Tainá (armadoras); Tatiane, Jaqueline, Patrícia, Joice e Isabela (alas); Damiris, Érika, Clarissa e Nádia (pivôs). "Com o setor de pivôs fortalecido, vamos manter o jogo rápido de transição e defesas fortes. E, junto com isso, vamos analisar o comportamento dessas pivôs que chegaram agora. Estamos trabalhando para tirar o máximo desse jovem grupo", explicou o treinador. Nesta terça-feira, antes de anunciar o corte, Zanon comandou um jogo-treino contra o time Sub-18 masculino do São José dos Campos, que terminou empatado (81 a 81). "Foi uma ótima partida. Acho que a intensidade poderia ter sido um pouco mais forte, mas ainda faz parte do processo de treinamento. Tivemos a oportunidade de ver as meninas executando arremessos e saindo bem das jogadas com definição, além de uma defesa bem postada contra os meninos que fisicamente são mais fortes. Mas ainda tivemos alguns erros de finalização e execução de jogada na hora certa", avaliou o técnico. Agora, a seleção brasileira continua treinando até quinta-feira em São José dos Campos, no interior de São Paulo. O embarque para a disputa do Mundial será no sábado. "Nosso objetivo é disputar o maior número de jogos, que pode ser seis ou sete partidas, que poderão resultar de primeiro ao quinto lugares. Estou confiante no que realizamos até o momento", afirmou Zanon.

Leia tudo sobre: ZanonbasquetefemininoMundialBrasilcorteTurquia