Scheidt tem dia irregular e cai para sexto no Mundial

Brasileiro era favorito, mas não foi bem. Disputa segue aberta na classe Laser

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Brasileiro manteve boa regularidade durante toda a competição
KIELER WOCHE - DIVULGAÇÃO
Brasileiro manteve boa regularidade durante toda a competição

O dia mais uma vez não foi bom para Robert Scheidt no Mundial de Vela, em Santander (Espanha). Depois da folga da Laser na segunda-feira, nesta terça foram realizadas duas regatas, mesmo com a falta de ventos. E o brasileiro, que chegou à competição como favorito, obteve apenas um nono e um 20.º lugar. Com isso, chegou aos 48 pontos perdidos, em sexto, a 12 do terceiro e a 18 do primeiro colocado. Scheidt, que foi desclassificado da quinta regata, domingo, não tem mais descartes.

"Hoje (terça) foi um dia bem complicado, entramos na água às 11h e ficamos até as 19h para apenas duas regatas. Ventava de tudo que era jeito e eu não fui bem, mas pelas circunstâncias poderia até ter sido pior. Está tudo em aberto ainda e amanhã (quarta) teremos mais três regatas", comentou Bruno Fontes, que caiu para a 11.ª colocação e saiu da zona de classificação para a medal race. A liderança na Laser está com o australiano Tom Burton, que já era apontado por Scheidt como favorito ao título. Ele tem 30 pontos perdidos, contra 33 do holandês Nicholas Heiner e do britânico Nick Thompson. OUTRAS CLASSES - Na Laser Radial, que já teve seis de 10 regatas previstas, a melhor brasileira é Renata Decnop, no 31.º lugar. Na RS:X, Bimba ocupa o 16.º lugar, enquanto na prancha feminina o Brasil tem Patricia Freitas na quinta posição após cinco de 10 regatas previstas. Favoritas ao título da 49erFX, Martine Grael e Kahena Kunze tiveram uma excelente estreia, vencendo a primeira regata do dia e ficando em quinto na segunda. A flotilha delas, porém, teve uma regata a menos que a outra regata. Assim, a classificação geral não aponta uma situação real.

Leia tudo sobre: Robert ScheidtvelaMundial Santander