Anvisa determina apreensão de lotes de medicamentos falsos

A Agência publicou decisão de suspensão dos lotes CC21236 e CC21237, do medicamento Hormotrop (somatropina), indicado crianças com distúrbios de crescimento

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Anvisa determinou nesta terça-feira (16) a apreensão e inutilização, em todo o país, dos lotes CC21236 e CC21237 do medicamento Hormotrop (somatropina), apresentação de 12 UI Pó Liófilo Injetável, indicado para crianças com distúrbios de crescimento, causados pela deficiência do hormônio do crescimento.

Conforme a decisão, deverão ser recolhidos somente os lotes encontrados em estabelecimentos privados. Detentor do registro do medicamento, o Laboratório Químico Farmacêutico Bergamo Ltda confirmou a existência de unidades falsificadas do remédio no mercado nacional. Os lotes legítimos foram distribuídos apenas para órgãos públicos.

A resolução foi publicada no Diário Oficial da União. A Agência Brasil entrou em contato com a Amgen, empresa proprietária do Laboratório Bergamo, e aguarda posicionamento.

Na mesma publicação, a Anvisa determinou a suspensão da fabricação, distribuição, divulgação, comercialização e uso do produto Coletor de Perfurcortantes, fabricado e comercializado pela empresa JSM Indústria e Comércio de Produtos Manufaturados Ltda. O produto não é registrado na Anvisa.

Também por falta de registro, o produto Deslip (chytosan + associações) foi suspenso. A embalagem cita a empresa Fitobras – Indústria e Comércio de Produtos Fitoterápicos como fabricante, mas não informa o endereço. Além disso, o número do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) é inválido.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave