Pontos de transmissão remota em Minas triplicam

Estado vai usar tecnologia capaz de enviar dados das seções diretamente para o TRE

iG Minas Gerais | DANIEL POLCARO |

Pedido para votar fora do domicílio eleitoral terminou em 21 de agosto
Pedido para votar fora do domicílio eleitoral terminou em 21 de agosto

A apuração das eleições em Minas Gerais promete ser mais ágil com a utilização de uma nova tecnologia, a JE Connect, que irá permitir a transmissão dos dados diretamente das seções eleitorais até a central do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG), em Belo Horizonte. Em todo o Estado serão aproximadamente 400 pontos de envio remoto, mais do que três vezes o total da apuração de 2012, em 150 municípios. Localidades de difícil acesso contarão com aparelho capaz de enviar as informações via satélite.

Todos os locais de votação de Conselheiro Pena, no Vale do Rio Doce, de Lagoa Santa e Esmeraldas, na Grande Belo Horizonte, terão pontos de transmissão através do JE Connect, criado pelo TRE de Tocantis. Além de atender locais de difícil acesso, a tecnologia com dados criptografados conecta zonas eleitorais que ficam em outro município.

"Cada zona eleitoral que utilizar o JE Connect recebe um kit contendo todos os dispositivos necessários para que o sistema seja operacionalizado a partir dos locais de votação", observa o TRE. Apesar da internet comum ser utilizada, o programa e o sistema operacional somente podem ser acessados por meio de pen drive da Justiça Eleitoral, que também necessita de outro dispositivo de memória para ser descriptografado e senha.

A exemplo de 2012, em alguns casos a transmissão ainda poderá ser feita pela linha telefônica convencional.

Leia tudo sobre: eleiçõesapuração