Diretoria poderá confirmar treinador até a próxima quarta-feira

Enquanto não define o substituto de Moacir Júnior, o auxiliar-técnico Cláudio Prates vai comandar o América na partida contra o Bragantino

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

Fotos do técnico interino Cláudio Prates, que comandará a equipe contra a URT, no jogo de quarta-feira, na Arena Independência, em substituição ao técnico Silas. Cláudio Prates é auxiliar técnico permanente do América e já comandou a equipe em outras ocasiões. 
FOTO: Assessoria AFC/Carlos Cruz
Assessoria AFC/Carlos Cruz
Fotos do técnico interino Cláudio Prates, que comandará a equipe contra a URT, no jogo de quarta-feira, na Arena Independência, em substituição ao técnico Silas. Cláudio Prates é auxiliar técnico permanente do América e já comandou a equipe em outras ocasiões. FOTO: Assessoria AFC/Carlos Cruz

A diretoria do América poderá confirmar até a próxima quarta-feira o nome do novo técnico da equipe para a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro. Entres o candidatos a substituto de Moacir Júnior, que foi demitido do cargo após a derrota por 2 a 0 para o Boa Esporte, estão nomes como Doriva, que estava no Atlético-PR, Givanildo Oliveira, treinador do Treze-PB, Adilson Batista, atualmente sem clube, e Sidney Moraes, que comandou o Náutico na Série B.

No jogo desta terça-feira, contra o Bragantino, o América será comandado interinamente pelo auxiliar-técnico Cláudio Prates. Integrante da comissão técnica permanente do clube desde 2011, Cláudio Prates já teve a oportunidade de comandar a equipe principal do Coelho em três oportunidades, com uma vitória, um empate e uma derrota. Ele veio para o alviverde com Givanildo Oliveira. Pelo clube, o auxiliar foi campeão brasileiro da Série C de 2009. Nesta temporada, ele comandou o time na vitória por 1 a 0 sobre a URT, depois da demissão do técnico Silas.

“Estou procurando conversar com os atletas para passar o meu apoio e voto de confiança de que podemos vencer o jogo contra o Bragantino e voltar a sonhar com o G-4 da Série B”, destacou Cláudio Prates, que cobrou uma reação do time já na partida de amanhã. “Essa é a Série B mais difícil que eu já disputei. São 10, 11 clubes brigando forte pelo grupo dos quatro primeiros colocados e nós, que temos uma equipe bastante competitiva, temos plenas condições de buscar uma destas vagas”, ressaltou.