Aranha reafirma que não deseja conhecer Patrícia

Atleta reiterou que já perdoou a atitude racista da de Patrícia Moreira, porém fez questão de ressaltar que não pretende conhecê-la

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Goleiro Aranha Oficial/reprodução
"Estão me colocando como inimigo dela (Patrícia) e eu não sou. Já a perdoei num primeiro momento, mas não a conheço e nem pretendo conhecê-la", disse o goleiro santista.

O goleiro Aranha repetiu que já perdoou e acrescentou que não considera sua inimiga a torcedora do Grêmio Patrícia Moreira, que o xingou de macaco no jogo disputado na Arena Grêmio, no dia 28 de agosto, pela Copa do Brasil, mas disse que não pretende conhecê-la. Em razão das injúrias racistas sofridas por Aranha, o Grêmio foi eliminado da Copa do Brasil em julgamento do STJD - o clube gaúcho recorreu da pena e voltará a ser julgado.

"Estão me colocando como inimigo dela (Patrícia) e eu não sou. Já a perdoei num primeiro momento, mas não a conheço e nem pretendo conhecê-la", disse o goleiro santista.

O Santos ganhou por 2 a 1 do Coritiba, na noite de sábado, na Vila Belmiro, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, com golaços de Lucas Lima e Robinho, mas na saída do time do campo, o jogador mais procurado para entrevistas foi Aranha.

O interesse tem explicação: na quinta-feira, o Santos vai voltar a Porto Alegre para enfrentar o Grêmio pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro e há grande expectativa com relação ao tratamento que o goleiro vai receber do torcedor gremista, após ter sido o principal personagem no episódio da eliminação do clube gaúcho da Copa do Brasil. Aranha afirma que não está preocupado.

"Com toda a sinceridade, vou jogar lá (Arena Grêmio) como sempre joguei. O que aconteceu naquele jogo não me interessa mais e acredito que aquele episódio não vai se repetir", disse o goleiro.

Com a vitória da noite deste sábado, o Santos se reabilitou da derrota por 3 a 1 para o Sport, na Arena Pernambuco. Após o jogo o treinador Enderson Moreira elogiou o futebol apresentado pelo time no primeiro tempo e considerou normal a queda de rendimento na etapa final.

"Marcamos os dois gols e criamos duas ou três oportunidades para fazer o terceiro ainda no primeiro tempo, mas era evidente que o Coritiba, perdendo de dois, ia se lançar à frente na etapa final mas mesmo assim a equipe se comportou bem", disse.

Os jogadores do Santos folgam neste domingo e segunda-feira à tarde se reapresentam no Centro de Treinamento Rei Pelé para o início da preparação visando o jogo contra o Grêmio, quinta-feira, na Arena Grêmio. O volante Alison recebeu o terceiro amarelo e vai cumprir suspensão. Souza deverá ser o substituto.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave