Botafogo busca garantir sobrevivência de treinador

Conselheiros do clube já haviam iniciado um movimento tímido pela demissão de Vagner Mancini, porém grupo defendeu o treinador e pediu mais calma para os opositores

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Mancini preferiu não se estender sobre o tema de uma possível demissão.
Botafogo Oficial/reprodução
Mancini preferiu não se estender sobre o tema de uma possível demissão.

Sob pressão, o técnico Mancini pode complicar sua situação no Botafogo se não conseguir uma vitória sobre o Internacional, neste domingo, a partir das 16 horas, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Embora não tenha feito boas partidas nas últimas rodadas, o time gaúcho joga em casa, briga pelas primeiras posições do Brasileirão e é o favorito, o que só piora o desafio botafoguense.

Depois de duas derrotas seguidas, o Botafogo ficou com 22 pontos perigosamente perto da zona de rebaixamento do campeonato. Conselheiros do clube já haviam iniciado um movimento tímido pela demissão de Mancini, com o apoio de alguns dirigentes. Mas o grupo que defende o treinador internamente também é representativo e pediu mais calma para os opositores.

O ambiente pode ficar definitivamente contaminado se o Botafogo perder novamente e, dependendo dos demais resultados desta 21ª rodada, passar a figurar entre os últimos quatro colocados da competição. Nesse caso, Mancini poderia perder seu emprego.

Mancini preferiu não se estender sobre o tema de uma possível demissão. Ele tem a seu favor um argumento que pode ser convincente para quem não toma decisões motivado por paixões clubísticas: o Botafogo tem mais de dez jogadores sem condições de atuar - a maioria deles por causa de contusões. Um dos casos é o do atacante Emerson, que chegou a ser internado durante a semana por causa de uma amidalite e não deve ser escalado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave