Motor e câmbio em sintonia

iG Minas Gerais |

Atibaia. O novo Cherokee cumpre a promessa de tratar bem seus ocupantes. O painel é emborrachado e revestido, e os bancos (na versão Limited) são revestidos em couro. A tela central no painel de instrumentos permite que o motorista customize as funções que quer ver exibidas.

Na pista, o conjunto motor/câmbio tem boa sintonia. As trocas de marchas são suaves, mas o kickdown, quando acionado, se mostrou lento, porém sem comprometer. O jipão revela desenvoltura, com boas arrancadas e retomadas. O acerto de suspensão – do tipo McPherson na dianteira e multilink na traseira, com subchassi nos dois eixos – e o isolamento acústico incrementam o conforto. Nas curvas, o Cherokee transmite segurança, mas o limite chega cedo, afinal, estamos falando de um SUV de 1,8 tonelada e com centro de gravidade elevado.

Segurança. O novo SUV da Jeep tem sete airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e um para os joelhos do motorista), apoios de cabeça dianteiros ativos, controle eletrônico de estabilidade (ESC), controle eletrônico de rolagem (ERM), câmera de ré ParkView com linhas dinâmicas e freios ABS, dentre outros itens. (FB)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave