Morte de britânico é ato de pura maldade, diz Cameron

Declaração foi postada no Twitter após o Estado Islâmico divulgar vídeo na internet, para mostrar que o britânico David Haines, de 44 anos, foi executado

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, disse em um comunicado, que a morte do funcionário britânico de uma agência humanitária, mostrado em um vídeo na internet, neste sábado, é um ato de pura maldade. A declaração de Cameron foi postada no Twitter após o Estado Islâmico divulgar o vídeo na internet, para mostrar que o britânico David Haines, de 44 anos, foi executado.

"O assassinato de David Haines é um ato de pura maldade. Meu coração está com a família dele, que mostrou coragem e força extraordinárias", declarou Cameron.

O vídeo divulgado neste sábado mostra uma pessoa mascarada, anunciando que Haines foi decapitado antes de afirmar que Alan Henning, outro britânico, pode enfrentar o mesmo destino, se as forças do Reino Unido não pararem a agressão contra o grupo militante.

Em uma declaração no vídeo, aparentemente ditada por seus captores, Haines critica Cameron por seguir o presidente dos EUA Barack Obama, ao Oriente Médio. A declaração afirma que Cameron tinha seguido "uma tendência entre os nossos primeiros-ministros britânicos que não conseguem encontrar a coragem de dizer não para os americanos", e que Cameron foi o responsável pela morte de Haines.

O governo britânico não confirmou publicamente o vídeo, mas a declaração do primeiro-ministro indica que ele acreditava na sua autenticidade. Fonte: Dow Jones Newswires.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave