Chapecoense bate Sport na estreia do técnico Jorginho

Chapecoense chegou aos 23 pontos e se distancia um pouco da zona de rebaixamento. O Sport ficou estacionado nos 31

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Com a missão de evitar o rebaixamento no Brasileirão, o técnico Jorginho estreou com vitória no comando da Chapecoense. Jogando em casa, na noite deste sábado, na Arena Condá, em Chapecó, o time catarinense derrotou o Sport por 3 a 1 e conseguiu sair do sufoco.

Mesmo diante de um adversário que luta para entrar no G4, a Chapecoense conseguiu a importante vitória pela 21ª rodada, que a levou aos 23 pontos, um pouco mais longe da zona de rebaixamento. O Sport, por sua vez, ficou estacionado nos 31 pontos.

No início do jogo, o Sport não se abalou com a torcida adversária e dominou as ações. Apesar de chegar perto, o ataque do time pernambucano ofereceu pouco risco ao goleiro Danilo, com muitos chutes de longe. O melhor deles foi ao 6 minutos, com o atacante Felipe Azevedo.

A Chapecoense, então, conseguiu abrir o placar. Aos 42 minutos, após cobrança de falta e rebote da zaga do Sport, o zagueiro Douglas Grolli ficou com a bola e mandou uma bomba, fazendo 1 a 0.

Na volta do vestiário para o segundo tempo, a Chapecoense foi rápida e ampliou o placar com apenas 17 segundos, após um cruzamento de Leandro para Tiago Luis fazer de cabeça.

Depois disso, o jogo foi dos técnicos: enquanto Eduardo Baptista deixava o Sport mais ofensivo, Jorginho recuava o time catarinense.

A defesa da Chapecoense se saiu melhor, mantendo o resultado até os 37 minutos, quando Rodrigo Biro tocou com a mão na bola dentro da área. O pênalti foi marcado por Felipe Azevedo.

Mas a noite era mesmo do zagueiro Douglas Grolli, que aliviou a pressão do Sport ao marcar mais um gol para a Chapecoense. Já aos 45 minutos, ele aproveitou nova falta cobrada por Danilo e definiu o placar de 3 a 1.

FICHA TÉCNICA:

CHAPECOENSE 3 X 1 SPORT

CHAPECOENSE - Danilo; Fabiano, Douglas Grolli, Jaílton e Rodrigo Biro; Bruno Silva (Wanderson), Ricardo Conceição, Dedé (Zezinho) e Camilo; Tiago Luís (Mailson) e Leandro. Técnico: Jorginho.

SPORT - Magrão; Patric, Ferron, Durval e Renê (Zé Mário); Rithely, Wendel, Igor (Mike) Fernandes e Ibson; Felipe Azevedo e Érico Júnior (Vítor). Técnico: Eduardo Baptista.

GOLS - Douglas Grolli, aos 42 minutos do primeiro tempo; Tiago Luis, a 1, e Felipe Azevedo (pênalti), aos 37, e Douglas Grolli, aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Rodrigo Batista Raposo (DF).

CARTÕES AMARELOS - Durval e Érico Júnior (Sport).

RENDA - R$ 48.340,00.

PÚBLICO - 4.737 torcedores.

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).

Leia tudo sobre: chapecoensesportcampeonato brasileiro