Vasco só empata e perde nova chance de ser líder

O ponto deste sábado levou o Vasco a 39, subindo para a vice-liderança provisória - pode ser ultrapassado pelo Avaí, que atua à noite -, um ponto atrás do líder Joinville

iG Minas Gerais | Agência estado |

O Vasco até começou melhor e saiu na frente neste sábado, mas caiu de produção no segundo tempo e não passou de um empate por 1 a 1 diante do Atlético-GO, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Com o resultado, a equipe carioca perdeu mais uma vez a chance de assumir a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro.

O ponto deste sábado levou o Vasco a 39, subindo para a vice-liderança provisória - pode ser ultrapassado pelo Avaí, que atua à noite -, um ponto atrás do líder Joinville. Na terça-feira, a equipe volta a campo para pegar o Oeste, na Arena Amazônia, pela 23.ª rodada. Já o Atlético-GO chegou a 29 pontos, na 14.ª posição, e pega o América-RN na terça.

A partida deste sábado foi a segunda de Joel Santana nesta volta ao Vasco, após a boa estreia com vitória por 2 a 0 sobre o Luverdense. Ele viu seu time ser ligeiramente melhor no primeiro tempo, mas recuar muito na etapa final e ser castigado com o gol de Juninho, que selou o empate. Edmilson havia inaugurado o placar.

O JOGO - O Vasco começou um pouco melhor, comandando o meio de campo, e teve a primeira boa chance em cobrança de falta de Rodrigo, aos nove minutos, exigindo boa defesa de Márcio. Apesar de dominar a faixa central do campo, o time carioca tinha dificuldade parar criar oportunidades, com Maxi Rodríguez e Edmilson pouco efetivos em campo.

O Atlético-GO aproveitou e cresceu na partida, até que aos 35 minutos chegou com perigo em duas oportunidades. André Luis recebeu cruzamento da direita e cabeceou firme. Mesmo à queima-roupa, Martín Silva defendeu com a perna esquerda. Na sequência, Artur fez linda jogada individual, invadiu a área e bateu com perigo.

O bom momento do adversário acordou o Vasco, que perdeu ótima chance com Douglas aos 42, quando o meia saiu de frente para Márcio e tocou para fora. No minuto seguinte, Edmilson abriu o placar. Ele recebeu virada de bola de Maxi Rodríguez, entrou na área pela esquerda e encheu o pé. A bola ainda desviou de leve na defesa e matou o goleiro.

Mesmo com a vantagem, quem voltou melhor para o segundo tempo foi o Vasco. Aos cinco minutos, Fabrício aproveitou cruzamento e quase ampliou de cabeça. Ao Atlético-GO restava chegar nos contra-ataques. Foi assim que quase marcou aos 19, quando Josimar arrancou pelo meio e tocou para Diogo Campos, que chutou cruzado, com perigo.

A chance do adversário serviu de alerta para o Vasco, que parou de atacar e se fechou na defesa. O comportamento atraiu os goianos, que conseguiram o empate aos 23 minutos. Após bate-rebate, Diogo Campos aproveitou sobra dentro da área, dominou no peito e bateu cruzado. Juninho entrava sozinho na pequena área e só empurrou para a rede.

O gol empolgou o Atlético-GO, que cresceu na partida, mas os minutos finais foram de pressão vascaína. A última boa chance aconteceu com Guilherme Biteco. Aos 40 minutos, ele ganhou dividida, entrou na área pela esquerda e bateu cruzado, rente à trave.

Leia tudo sobre: vasco