França vai à final da Copa Davis e Itália sobrevive na Suíça

Pela repescagem do Grupo Mundial, Croácia e Bélgica abriram vantagem de 2 a 1 sobre Ucrânia e Holanda

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

A edição de 2014 da Copa Davis já tem um dos seus finalistas definidos. Neste sábado, a França fez 3 a 0 no confronto com a atual bicampeã República Checa ao vencer o jogo de duplas. Em Roland Garros, Richard Gasquet e Jo-Wilfried Tsonga derrotaram Radek Stepanek e Tomas Berdych por 3 sets a 1, com parciais de 6/7 (4/7), 6/4 7/6 (7/5) e 6/1, em 3 horas e 35 minutos.

Gasquet e Tsonga venceram os jogos de simples da série na sexta-feira, mas inicialmente a opção da França era por utilizar Gael Monfils e Julian Benneteau na partida de duplas. O capitão da equipe, porém, mudou a escalação e a estratégia deu certo, com a terceira vitória da França no saibro da quadra Philippe Chatrier, a principal do complexo de Roland Garros.

Assim, a França se classificou para a final da Copa Davis, que não disputava desde a derrota para a Sérvia na decisão de 2010. Com dez títulos, os franceses agora tentarão se isolar da Grã-Bretanha como terceiro maior vencedor do torneio, atrás de Estados Unidos (32 conquistas) e Austrália (28).

A França aguarda a definição do seu adversário na decisão da Copa Davis, que será em casa se for diante da França e fora caso a Itália avance. A definição da outra semifinal, aliás, ficou para este domingo após os italianos diminuírem para 2 a 1 a vantagem dos suíços com a vitória no jogo de duplas, em Genebra.

Após abrir 2 a 0 na sexta-feira, com as vitórias de Roger Federer e Stan Wawrinka nos jogos de simples, a Suíça foi derrotada no jogo de duplas. Sem Federer, poupado, a dupla formada por Wawrinka e Marco Chiudinelli perdeu para os italianos Fabio Fognini e Simone Bolelli por 3 sets a 2, com parciais de 7/5, 3/6, 5/7, 6/3 e 6/2, em 3 horas e 57 minutos.

Neste domingo, a Suíça precisa de uma vitória para se garantir na decisão da Davis. No primeiro jogo do dia, Federer está programado para encarar Fognini. Depois, Wawrinka vai duelar com Bolelli.

REPESCAGEM - Pela repescagem do Grupo Mundial, Croácia e Bélgica abriram vantagem de 2 a 1 sobre Ucrânia e Holanda, respectivamente, no jogo de duplas. Após ser poupado do primeiro dia, o croata Marin Cilic atuou ao lado de Marin Draganja e bateu os holandeses Robin Haase e Jean-Julier Rojer por 3 sets a 1, com parciais de 6/2, 3/6, 6/3 e 6/4, em Amsterdã.

Em Tallin, na Estônia, os belgas Ruben Bemelmans e Oliver Rochus venceram os ucranianos Sergiy Stakhovski e Sergei Bubka por 3 sets a 2, com parciais de 6/2, 6/3, 2/6, 3/6 e 6/2. A definição dessas séries, assim, ficou para os jogos de simples do domingo.

Leia tudo sobre: teniscopa davisfrancasuicarepubblica tchecaitalia