Com Robinho, Santos joga sob pressão contra o Coritiba

"O importante é que o time tenha consistência", disse Enderson Moreira, na coletiva de imprensa

iG Minas Gerais | Agência Estado |

O atacante Robinho está de volta à seleção brasileira
Ivan Storti/Santos FC
O atacante Robinho está de volta à seleção brasileira

Enderson Moreira não anunciou a escalação do Santos para enfrentar o Coritiba, neste sábado, às 21 horas, na Vila Belmiro pela 21.ª rodada do Campeonato Brasileiro. As dúvidas são Edu Dracena e Arouca, que foram poupados do treino tático (sem os zagueiros) desta sexta-feira, no CT Rei Pelé, e Thiago Ribeiro, que voltou a sentir dores nas costas durante a atividade. O treinador também não disse se vai escalar dois ou três atacantes e se manterá Souza como titular ou se Alison retornará. No treino, após a saída de Thiago Ribeiro, o ataque teve Gabriel pela direita, Leandro Damião centralizado e Robinho mais à esquerda.

"A gente precisa aguardar o Edu e o Arouca, que apresentaram alguns problemas mínimos em razão da sequência que está sendo pesada para todos os atletas. Caso o Thiago (Ribeiro) não tenha condições, vai ser essa formação mesmo", disse Enderson Moreira, na coletiva de imprensa, sinalizando que Gabriel e Thiago Ribeiro brigam pela terceira vaga no ataque. "O importante é que o time tenha consistência", desconversou.

Contra o Sport, a equipe foi escalada com quatro jogadores no meio - Arouca, Alan Santos, Souza e Lucas Lima - e dois atacantes - Leandro Damião e Thiago Ribeiro.

Uma parede da Vila Belmiro amanheceu pichada nesta sexta com cobranças de classificação para a Libertadores de 2015, de raça e que os jogadores honrem a camisa do clube. As frases foram rapidamente apagadas, mas serviram para dar uma ideia do clima pesado que cerca o jogo. Além do descontentamento da torcida pela estranha troca de treinador e da falta de reação do time, que está estacionado em 10.º lugar, com 26 pontos, o que piorou o ambiente foi a gafe cometida pelo presidente Odílio Rodrigues, que sem perceber que estava no ar no programa Bate Bola, da ESPN na última terça, afirmou sentir vergonha das más condições que a Vila Belmiro oferece.

A esperança santista é que Robinho mude o comportamento do time diante do Coritiba. O atacante estava na seleção brasileira, foi desfalque diante de Vitória e Sport e o seu retorno deu novo ânimo aos companheiros no treino desta sexta. Em quatro jogos do Brasileirão dos quais participou, Robinho não fez gol. Na terceira passagem pelo clube, ele já atuou seis vezes e anotou dois tentos.

Leia tudo sobre: futebolsantosrobinho