Palmeiras adota postura defensiva contra o Fluminense

O clube trocou de técnico, voltou a pontuar como visitante depois de três meses e ganhou um confronto direto. Mas ainda é pouco e o time continua apenas um ponto acima da zona de rebaixamento

iG Minas Gerais | Agência estado |

A vitória na última rodada não deu o alívio esperado ao Palmeiras na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. O time sabe que somente uma sequência positiva vai dar o impulso necessário para se manter na Série A. A missão deste sábado não será nada fácil diante do Fluminense, às 18h30, no estádio do Maracanã, no Rio, pela 21.ª rodada. Para manter a reação e chegar ao terceiro jogo seguido sem perder, o técnico Dorival Júnior vai fechar o time e repetir o esquema adotado nos últimos dois jogos.

O Palmeiras precisou vencer vários desafios nas últimas semanas, mas nem assim teve refresco. O clube trocou de técnico, voltou a pontuar como visitante depois de três meses e ganhou um confronto direto. Mas ainda é pouco e o time continua apenas um ponto acima da zona de rebaixamento. “A vitória sobre o Criciúma não nos trouxe muita coisa. Vivemos uma situação complicada. Estamos em uma zona incômoda dentro do campeonato e isso faz com que a gente esteja sempre alerta”, afirmou Dorival Junior.

Como os concorrentes diretos Vitória e Coritiba também venceram, o Palmeiras não teve alívio e busca a regularidade para não fechar o domingo de volta às quatro últimas posições. Ter sequência de bons resultados tem sido algo raro para o time, que apenas uma vez ficou três jogos seguidos sem perder, ainda em maio.

Dorival Júnior vai manter a equipe no esquema tático 4-2-3-1, sem meias de origem e com ênfase no contra-ataque. A sequência de jogos têm castigado imensamente as opções defensivas e o técnico foi obrigado a recorrer à base. O zagueiro Nathan, de 19 anos, vai estrear como profissional depois das lesões de Lúcio, Wellington, Tobio, Thiago Martins e até de Marcelo Oliveira, volante que costuma ser improvisado na zaga.

“Certamente não é um momento adequado para um jovem estrear no profissional. É um jogo muito difícil, fora de casa. Mas prefiro um atleta da função, do que improvisar”, explicou Dorival Júnior que tem 13 jogadores lesionados.

No treino tático realizado nesta sexta-feira, o técnico insistiu na inversão de posições entre os três meias e trabalhou bastante a saída de bola. Dorival Júnior imagina que o Fluminense adiante a marcação por ter um poderoso trio ofensivo formado Conca, Rafael Sóbis e Fred. “Vamos ter de usar bem o nosso contra-ataque, porque se deixar jogadores do quilate que o Fluminense tem trabalharem a bola perto da nossa área, teremos problemas”, afirmou.

Leia tudo sobre: Palmeirasrebaixamentobrasileirão