Lula diz que Marina cria inverdades e que ela não precisa chorar por e

"Nunca deixei de ter relação de amizade por desavenças políticas", diz ex-presidente

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rebateu neste sábado (13) a candidata à Presidência Marina Silva (PSB) e disse que ela não precisa criar "inverdades" sobre ele para chorar.

Em ato na zona leste de São Paulo ao lado do candidato do PT ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, Lula afirmou que Marina, sua ex-aliada, "pode chorar por outros motivos".

A fala do ex-presidente foi uma reposta às declarações de Marina Silva, que chorou ao ser questionada pela Folha de S.Paulo sobre Lula e disse ainda não acreditar no que ele faz contra ela. "Primeiro, dona Marina não precisa contar inverdades a meu respeito para chorar. [Ela] pode chorar por outros motivos", respondeu Lula.

"Nunca deixei de ter relação de amizade por desavenças políticas. Nunca falei mal de dona Marina e vou morrer sem falar mal dela", afirmou.

Em comício organizado em cima de uma caminhão no bairro de Sapopemba, ao lado de políticos como o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e o senador Eduardo Suplicy (PT), Lula elogiou Dilma Rousseff, voltando a dizer que ela era o melhor nome para sucedê-lo na Presidência. "A bichinha é inteligente e aprendeu muito", disse, sobre a sucessora.

Em vários momentos, ainda que não fizesse referência direta a seu nome, Lula espetou a agora adversária Marina Silva, a principal ameaça à reeleição de Dilma Rousseff.

"Um verdadeiro líder não muda de partido, não muda de opinião. Ele evolui", disse o ex-presidente. "Ela que precisa explicar o motivo de ter nascido e crescido no PT, ter ganhado cargos do PT, e agora fala mal do PT".

Durante o evento, Lula reclamou da voz, precisando interromper algumas vezes o discurso para beber água. "Antes, quando tomava um conhaquezinho, não tinha problema na garganta. Agora, depois do câncer [na laringe, já curado], da uma coceirinha", justificou ele.

FOLHAPRESS

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave