Irmãos são mortos com 20 tiros e amigo é ferido em Ribeirão das Neves

Suspeitos dos crimes são dois homens conhecidos pelos apelidos de "Bebezão" e "Senegal"; também na cidade, outros dois assassinatos foram registrados nessa sexta-feira

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

A Polícia Civil vai investigar a morte de dois irmãos que foram assassinados em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, na noite dessa sexta-feira (12). Ao todo, 20 tiros foram disparados contra as vítimas. Os amigos dos homens também foi baleado, mas sobreviveu.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, o trio estava bebendo na parte externa de um bar da rua Trinte e Nove, no bairro Maria Helena, quando dois homens chegaram com pistolas semiautomáticas e exigiram que as vítimas entrassem no estabelecimento. Em seguida, os criminosos atiraram.

Os irmãos Eduardo Vítor da Silva, de 35, e Oswaldo Vítor da Silva, de 27, foram atingidos em várias partes do corpo e morreram no local. Já um homem de 34 anos foi baleado no tórax e na virilha. Ele foi socorrido e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Justinópolis, onde segue internado em estado grave.

Um irmão de Eduardo e Oswaldo contou aos militares do 40º Batalhão que os dois tinham uma rixa antiga com dois homens conhecidos pelos apelidos de “Bebezão” e “Senegal”, que são moradores do bairro Jardim Europa, na região de Venda Nova, em BH, e podem ter envolvimento com os crimes.

O motivo da briga seria a disputa pelo comando do tráfico de drogas em Ribeirão das Neves. Os suspeitos não foram localizados e a ocorrência foi encerrada na delegacia de plantão da cidade.

Duplo homicídio

Também em Neves, dois homens foram executados na avenida D, do bairro Liberdade. Um pedestre contou que viu Natalício Lopes da Silva, de 32, e Rafael da Cruz de Paula, de 26, caídos na via. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas as vítimas não resistiram aos ferimentos.

Silva foi atingido por sete disparos, e Rafael por quatro. Após o duplo homicídio, dois suspeitos teriam fugido em um Gol de cor prata que estava estacionado na rua debaixo do local dos crimes.

Militares fizeram rastreamento na região, mas nenhum suspeito foi identificado ou localizado. A motivação dos assassinatos ainda é um mistério. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave