Dorival minimiza discussão: 'É situação de treino'

Para o treinador, o Palmeiras tem situações mais sérias para se preocupar; Bruno e Valdivia se desentenderam durante o treino nessa sexta

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Dorival pediu apoio da torcida para tirar o time da incômoda situação que se encontra
CESAR MENOTTI/AG. PALMEIRAS
Dorival pediu apoio da torcida para tirar o time da incômoda situação que se encontra

O técnico Dorival Junior, do Palmeiras, disse que a discussão durante o treino nesta sexta-feira entre o goleiro Bruno e meia Valdivia foi um fato irrelevante. O treinador não estava no mesmo campo onde o desentendimento ocorreu, mas apesar de prometer que ainda vai se inteirar do motivo da briga, afirmou que o incidente é normal dentro do futebol. "Os dois se conhecem há mais de seis anos e são amigos. É situação de treino. O Palmeiras tem situações mais sérias para se preocupar", afirmou.

A discussão entre os jogadores foi durante uma atividade em campo reduzido para quem não vai atuar neste sábado, contra o Fluminense, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Valdivia cobrou uma reposição melhor de bola de Bruno, que não gostou da reclamação. Os dois começaram a trocar palavrões e foram contidos pelos companheiros.

O treinador disse ainda que o desentendimento só tem relevância para a imprensa e descartou que o ocorrido tenha ligação com atual fase do Palmeiras, que luta para evitar o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. "A briga não tem a ver com o momento. É um fato isolado, é um lance de treino", explicou.

Depois do treino a dupla voltou a conversar e correu junto ao redor de um dos campos da Academia de Futebol. O goleiro Bruno é atualmente a quarta opção de goleiro da equipe, atrás de Fernando Prass, Fábio e Deola. Já Valdivia se recupera de lesão na coxa e deve voltar à equipe titular na próxima semana, contra o Flamengo, no Estádio do Pacaembu.

Leia tudo sobre: dorival juniorpalmeirasvaldiviabruno