Obras de contenção em 2ª barragem são iniciadas em Itabirito

Projeto apresentado pela Herculano Mineração, após determinação do Departamento Nacional de Produção Mineral e da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, foi aprovado

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Mineradora Herculano, em Itabirito, onde aconteceu acidente que deixou mortos e feridos - Alex de Jesus/O Tempo - 10/9/2014
Alex de Jesus / O Tempo
Mineradora Herculano, em Itabirito, onde aconteceu acidente que deixou mortos e feridos - Alex de Jesus/O Tempo - 10/9/2014

As obras para contenção de uma outra barragem da empresa Herculano Mineração, em Itabirito, na região Central de Minas Gerais, começaram nesta sexta-feira (12), após a aprovação do projeto pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) e da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, que solicitaram a apresentação de um plano de medidas emergenciais para evitar um novo rompimento. A barragem B3 é monitorada pelo Corpo de Bombeiros desde quarta-feira (10), quando uma barragem de rejeitos da mesma mineradora na cidade se rompeu, soterrando seis funcionários. Dois deles morreram e um ainda está desaparecido.

As buscas pelo operador de retroescavadeira Adilson Aparecido Batista, de 44 anos, ganharão o reforço de mais dois cães farejadores da raça labrador nesta tarde. Durante toda a tarde, os bombeiros continuarão a vasculhar a área para localizar a vítima.

Investigação das causas 

A delegada da Polícia Civil de Itabirito, Mellina Isabel Silva Clemente, deve começar a ouvir, nesta sexta, funcionários da empresa e familiares das vítimas.

O acidente

Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por causa do rompimento de uma barragem, que estava desativada e onde era depositado o resto de lavagem do minério. Uma grande quantidade de rejeitos atingiu os operários e seus veículos - três caminhões, um Uno e duas retroescavadeiras. No momento do acidente, os funcionários faziam manutenção no local. Além dos quatro soterrados, dois operários conseguiram sair sem ferimentos.

Os mortos são o topógrafo Reinaldo da Costa Melo, 69, e o operário Cristiano Fernandes Silva, 32. Geraldo Moreira, 42, recebeu alto do Hospital João XXIII na tarde dessa quarta-feira (10). 

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave