Federer coloca Suíça em vantagem na semifinal da Davis

Número três do mundo venceu o tenista italiano Simone Bolelli por 3 sets a 0; suíço volta às quadras neste sábado, pela disputa de duplas

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Wimbledon/Divulgação
undefined

Roger Federer colocou a Suíça em vantagem no confronto com a Itália pelas semifinais da Copa Davis. Nesta sexta-feira, o número 3 do mundo abriu 1 a 0 na série ao derrotar Simone Bolelli, 76º colocado no ranking da ATP, por 3 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/5), 6/4 e 6/4, em 2 horas e 19 minutos.

Federer é, ao lado de Stan Wawrinka, a esperança de levar a Suíça para a decisão da Copa Davis após 22 anos - a única final da equipe foi em 1992, quando bateu o Brasil de Jaime Oncins e Luiz Mattar nas semifinais, mas depois parou nos Estados Unidos.

E apoiado por uma arena lotada por 18,5 mil pessoas, em Genebra, Federer conquistou a vitória diante de Bolelli, se recuperando da derrota nas semifinais do US Open, no último fim de semana, para o croata Marin Cilic.

Assim, Federer melhorou os seus números na Copa Davis, agora com 36 vitórias em 43 partidas de simples pela Suíça. E ele está programado para voltar a entrar em quadra no sábado, para jogar duplas, e no domingo para tentar ajudar a sua equipe a se garantir na decisão do torneio contra o vencedor da semifinal entre França e República Checa.

Nesta sexta-feira, Federer fez um duelo bastante equilibrado com Bolelli no primeiro set. Sem quebras de serviço e break points, a definição da parcial seguiu para o tie-break. O suíço abriu 4/1 e venceu por 7/5.

No segundo set, Federer converteu um break point no sétimo game e em seguida abriu 5/3. O suíço salvou o seu saque duas vezes no décimo game e conseguiu vencê-lo para fechar a parcial em 6/4.

Já no terceiro set, Federer conseguiu a quebra de serviço decisiva mais cedo, no terceiro game. Assim, ele voltou a vencer uma parcial em 6/4, ganhando a partida por 3 sets a 0, o que deixou a Suíça em vantagem na semifinal da Copa Davis contra a Itália.

Leia tudo sobre: copa davisroger federersuiça